Historias fortes

26/02/2010 § Deixe um comentário

Ontem revi um desses filmes que, por algo da vida, deletei parte, mesmo sendo um filme ótimo. As Horas (the hours).  Depois de assistir ele, lembrei de outro filme, Sylvia, que conta a vida da escritora Sylvia Plath. Semana passada vimos Shrink, com Kevin Spacey. Os três filmes tem um ponto em comum muito forte: retratam casos de suicídio, análises da vida, profundas, reais.

Na minha família tive alguém muito próximo que se suicidou, não cheguei a conhecer, mas tenho uma ligação muito forte com ele. A dor fica durante muito tempo. Acho que muitas vezes algumas dores não curam, simplesmente as pessoas se acostumam. É realmente forte. E, claro, assistindo a esses filmes, vieram muitos sentimentos à tona. Esses filmes são foda, são ótimos e realmente profundos. Retratam vidas, reais, com suas complicações, nada lineares.

Vale a pena ver. E rever. E sentir que a vida pode ser complicada, mas devemos descomplicá-la para seguirmos em frente.

Anúncios

Marcado:, ,

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Historias fortes no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: