A alma da casa

30/11/2011 § Deixe um comentário

Os detalhes da nossa casa mostram a personalidade de quem mora ali. Os detalhes podem ser simples ou rebuscados, tanto faz, de qualquer forma chamam nossa atenção pois é ali que mora a alma da casa. <<Minha opinião.>>

Detalhes em cores, em quadros, em simples almofadas. Eles entregam tudo.

Quando entro na casa de alguém sempre procuro pelos livros. Ali nós conseguimos ver uma personalidade bem definida do dono da casa. Ali vemos os interesses, as angústias, as alegrias. É uma forma de se comunicar com o morador, sem trocar uma palavra.

Ah, os quadros. Eles dizem mais ainda. Pequenos, grandes, com fotografias, pôsteres, gravuras, pinturas. Eles mostram muito.

Toda essa forma de análise não é uma maneira bisbilhoteira de estar na casa dos outros, é na realidade uma das melhores formas de se comunicar, analisar pelos pequenos detalhes ao redor da gente e sentir aquela alma no lugar da decoração (sim, livros também são decoração). Toques sutis que mostram sem máscara nenhuma a personalidade. Acho bacana.

Fotos de design sponge, desire to inpire, vintage & chic.

Morando de aluguel: e a fita gordinha?

11/11/2011 § 2 Comentários

Em todos esses anos morando de aluguel, sempre estive em lugares pequenos, onde tinha que aprender a utilizar bem as paredes para organizar tudo o que tinha. Mas verdade também seja dita, eu amo paredes cheias. Cheias de prateleiras, quadros, tudo o que puderes imaginar. Tenho no mínimo 20 quadros que ainda quero colocar nas paredes e acho que sempre terei um número grande assim no meu estoque, porque nunca me parece demais.

Nessas minhas loucuras de pendurar quadros nas paredes e até lambris, fiz o uso daquela fita gordinha que quase todo mundo conhece, ou melhor, a fita dupla face de espuma. Ela é uma maravilha, não precisa furar paredes e podemos colocar objetos não tão pesados. Cada 10cm de fita suporta até 300gr, o que é bem bacana. Mas tem um detalhe que pouca gente fala: em paredes de alvenaria, ela não sai. Depois de algum tempo de uso, a fita gruda tanto na parede que fica lá. Lembro de fazer mil testes com produtos químicos, vapor de água, etc, nada tira a bendita. E isso não é nada bacana para quem mora de aluguel e deve entregar o imóvel, certo? Já por outro lado, no azulejo sai super bem, sem muito esforço.

Então a dica é simples: mora de aluguel e quer usar a fita? Use somente em azulejo. Na parede de alvenaria não adianta, furar ainda é a melhor solução.

Uma galeria de quadros em casa

07/08/2011 § 2 Comentários

Tenho fascínio por quadros na parede. Muitos quadros. Meu sonho é ter diversas paredes cobertas por quadros, de cima à baixo, muitas imagens, muitas fotos, muitas molduras bacanas. Cada parede uma forma de expressar algo que gostamos muito. Por exemplo, uma parede somente com fotos de pessoas queridas, de bichinhos que curtimos pra caramba. Outra parede com imagens aleatórias de viagens, do mundo. Outra somente das fotos sub do João, e assim por diante. E o mais bacana, dá para ter algo bem pessoal, com fotos tuas mesmo, desenhos teus, ou coisas bacanas que trazemos de viagens.

Abaixo uma seleção de ideias bacanas!

Como posicionar quadros na parede

18/09/2009 § Deixe um comentário

r1_rect540

Quis ser arquiteta. Depois quis ser dentista. Depois quis ser médica homeopata. Depois quis ser fotógrafa. Hoje sou designer gráfica e vejo que das opções, realmente dentista nunca teve nada a ver comigo. Nada. De médica também não, pois não sou muito da medicina alopata, mas homeopatia curto, muito.

Mesmo antes de saber o que realmente faria, vivia lendo revistas de decoração, de arquitetura, de design. E minha alegria maior foi quando tinha uns 14 anos e meus pais começaram a reforma na casa de Caxias, contratando arquiteto para decorar os cômodos. Adorava discutir as ideias com ele, ver os desenhos, entendê-los, já que minha mãe nunca foi boa para ver o desenho no local. E nessas o arquiteto me ensinou como pendurar, ou melhor, como posicionar o quadros na parede. Lá na escada para os quartos tem um álbum em quadros da família. Muitos, muitos quadros. Uns 50, se não me engano. Ok, acho que menos. Mas por aí. De todos os tamanhos, formas, cores.

Pois bem. Primeiro ele me ensinou de colocar todos no chão e assim começar a ver como queria a disposição deles. A distância entre eles, e também separei por tipos. Colocava as molduras iguais juntas, fazendo conjuntos. Depois na parede marcava com lápis todas as posições com grande ajuda da trena. Se calcula a distância entre quadros+ distância do quadro até o gancho, ou seja, metade da largura do quadro. E, claro, ajuda do meu pai, pois eu com 16 anos não conseguiria organizar tão bem… ehehhe.

Eis que hoje acho um faça-você-mesmo para pendurar os quadros. Bem diferente do que sempre fiz, utilizando fita crepe, trena eletrônica (ainda sou das antigas, não entendo essas…). Acho um tanto quanto muito trabalhoso, mas cada um se organiza da sua forma. O final é esta imagem acima. Quer ver? Entra em Apartment Therapy, projeto de alguém de São Francisco.

Muitos, vários soltinhos

28/08/2009 § Deixe um comentário

97m_5

Os quadros soltinhos, somente encostados na parede, em conjunto, tem outra sintonia. Aqui uma prateleira no quarto, cama sem cabeceira, na realidade os travesseiros parecem fazer o trabalho de cabeceira. E quadro, fotografia, não é só para colocar na sala não. Ao contrário. Personifica. Aconchega. Dá o clima.

Cria o clima no quarto e aproveita. A vida é curta e precisa de muita curtição. Bom findi.

Mesmo ap dos 2 posts abaixo.Veja mais imagens no casa.

Soltinhos na vala

27/08/2009 § Deixe um comentário

fotos

Tem gente que adora colocar os quadros pendurados na parede. Tem gente que coloca tudo em um canto. Tem gente que tem mil gravuras, fotos bacanas, tudo guardadinho. Tem gente que não sabe o que fazer com seus quadros.

Pois bem. Quadro não precisa necessariamente estar pendurado. Pode estar encostado na parede, fazendo um conjunto muito legal com livros, objetos, como na imagem acima. E misturar. Mistura é muito bom, diversas molduras, diversos tamanhos. Só cuidado para não riscar outro quadro com o gancho que fica atrás dele. E outra mistura, a mais bem vinda possível, do antigo e do novo, do vintage e do moderno.

Aliás, misturas de todos os tipos são bem vindas. Sempre. Adoro.

Tecidos + Papel Parede

11/08/2009 § 3 Comentários

Quer algo bem teu? Quer algo que te sintas em um local mais aconchegante? Sempre achei que o aconchegante está diretamente ligado à tecidos, papéis de parede e madeira. Quando morava na Noruega, todos adoravam essa palavra, aconchegante. Lá se diz koselig. Tanto que realmente, nas casas tem muita madeira, aparecendo aqueles grandes nós, muito tecido em peças, móveis e papel de parede, muiiito. Lá aprendi a gostar do aconchegante. E aprendi muito sobre a arquitetura nórdica, que diga-se de passagem, é muito linda.

tecidoNesses projetos, que se não me engano são da mesma casa, o tecido é que faz a diferença nas portas. Gosto bastante das portas do closet com tecido vermelho, realmente ficou super lindo!

Mural2

Estou usando essa imagem acima pois não achei a que gostaria de mostrar. Vi em um blog que tinha tirado a ideia da Martha Stewart, de colocar tecido nas pranchetas (em toda ela, não somente em grande parte, como aqui) e fazer um mural diferente para escritório/oficina. Aqui parece adesivado ou com papel, mas a ideia de colocar tecido nas pranchetas fica lindo.

Adendo: agora vi em um site, super sem querer, o passo-a-passo das pranchetas. Entra no blog das gurias.

wall

Adoro esses papéis de parede que são geométricos, dando relevo para a parede. Não são os mais baratos, mas dão exatamente o ar de aconchegante que gosto. Os quadros na parede sustentam ainda mais o que eu acho.

wall2

Ok, ok, esta última imagem não tem nada do que falei. Mas olhem bem esse sofá junto à mesa. Tri gostoossooo.

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com quadros em .