Alimento

23/08/2016 § 5 Comentários


Canteiro_maior#2Olá pessoal, tudo na paz?! Espero que sim!!

Hoje saiu uma reportagem no site da BBC Brasil “Epidemia de câncer?” que mostra uma triste realidade nossa, o abuso de agrotóxicos. O Brasil é o país que mais utiliza agrotóxico no mundo. SIM! É um saco isso, pois estamos falando de alimento!! Não estamos falando de carros de luxo ou caviar, onde uma minoria tem acesso. Estamos falando do alimento de todo o dia, aquele que mata a fome de milhares de pessoas!! Aquela comidinha que é muito complicado de evitar e tu não espera que ela seja um poço de veneno. Mas pelo visto não é só a fome que a comida mata atualmente!

Essa equação é muito complicada de ser solucionada, pois abraçamos a Monsanto de tal forma que eles estão arraigados em nossos solos que não será fácil se ver livre deles. Até bem pouco tempo a indústria de alimento que utilizasse qualquer item com organismos modificados geneticamente deveriam trazer em seus rótulos o símbolo de Transgênico. O lobby foi tão grande que hoje não é mais necessário informar sobre a presença de transgênicos nos rótulos, um retrocesso que eu não me conformo e as pessoas não deveriam se conformar também! Mas como a nossa mídia é uma beleza e não é nem um  pouco isenta, a desinformação das pessoas é algo estrondoso.

Assistindo ao documentário “GMO OMG”, eles comentam que os produtores que comprarem as sementes da Mão-Santa, ficam obrigados a utilizar os agrotóxicos da empresa. Então o furo é muito mais embaixo! E claro, como mostra na reportagem da BBC Brasil, a Mão-Santa fica divulgando dados imprecisos e jogando com as pessoas. Mas o fato é, existe uma epidemia de Câncer em cidades produtoras rurais e que abusam dos agrotóxicos. A própria Anvisa liberou uma lista com os principais alimentos com contaminação por agrotóxico, vocês podem acessar o link AQUI.

A indústria mudou muito nas últimas décadas, tornando grandes conglomerados onipresentes. Todo conglomerado tem o seu grupo de acionistas, que nada mais são do que uma espécie de sanguessugas, onde sugam o lucro da empresa. Caso o corpo de diretores não funcione como o esperado, ter os famosos superávits trimestrais parrudos (sim, o lucro não é mais anual e sim, trimestral), os acionistas se reúnem e trocam o CEO, Presidente ou seja quem for! Obviamente a galera nova fará tudo como manda o figurino escolhido pelos acionistas. Assim, vemos essas notícias serem cada vez mais frequentes, como as epidemias de câncer, desmatamento, mudança climática, poluição de rios e por aí vai. Estas empresas investem pesado em marketing e lobby para que os tomadores de decisão façam o que querem e nisso, foda-se a população, foda-se o ambiente. Sério!!!

Frente à toda essa loucura, eu e a Kelly temos tomados decisões baseadas em nossa saúde, bem estar e ideologia de vida. Com o passar dos anos mudamos muito a nossa forma de nos relacionarmos com a comida. Nós fazemos tudo, ou melhor, quase tudo!! Desde o pão e bolo de todo o dia até a massa da pizza. Ainda não estou fazendo espaguete, mas logo logo quem sabe não começamos?! A nossa mudança teve vários fatores, os dois principais foram os agentes da mudança: primeiro porque tudo é caro e segundo, porque não sabemos a procedência das coisas. E nessa vibe de fazer tudo em casa descobrimos que nós economizamos muito mais com comida!! Como somos vegetarianos, o gasto com alimento cai absurdamente, pois o preço da carne é um horror (isso que os caras metem porcaria pros bichos crescerem mais rápido e confinam cada vez mais animais por metro quadrado para aumentar a produtividade)! Por isso eu não entendo o preço da proteína animal ser tão elevada. Gente, não somos ricos, estamos longe disso, mas somos organizados e seguimos o nosso plano à risca, então assim podemos comprar várias coisas orgânicas e usufruir desses alimentos. Quando não compramos orgânicos, vamos em feiras de produtores locais ou próximos da região, onde o alimento tende de melhor qualidade.

Mas uma das coisas que realmente mudou em nossas vidas atualmente foi a possibilidade de termos a nossa horta!! Vejam nossos brócolis e couve-flor crescendo! Galera, leiam sobre o movimento slow food. Vamos ficar atentos, não precisamos correr tanto. Repensem em suas atitudes, sim elas terão impacto em vossas vidas. Não adianta pensar como se não houvesse amanhã, pois provavelmente o amanhã não será animador e ele estará lá te cobrando, então vamos refletir de como andam as coisas em nosso mundo. Não é fácil, eu sei! Estamos nessa jornada à 12 anos e o mais lindo, é que estamos sempre aprendendo e nos transformando! Ah, pode-se mesclar as coisas, não precisa ser 100% orgânico, mas tentem mudar naquele produto que vocês mais utilizam em vosso dia. Vejam se dá pra fazer a comida em casa, nem que seja duas vezes por semana, já é melhor garanto! O fato é, as coisas não mudam se nós não nos esforçarmos. Acreditamos em tanta bobagem e dito popular, que no fim as pessoas podem levar uma vida completamente diferente daquela que elas haviam pensando. Vamos lá, vamos pegar a porra das rédeas e vamos ter o controle de nossa rotina! Esqueçam controle total!! nunca teremos o controle total isso é fato, mas devemos controlar aquilo que é o mais importante, a alimentação! Afinal, somos o que comemos!

 

joao_vi

Anúncios

O Caminho Inverso

10/08/2016 § Deixe um comentário

Essa semana li uma reportagem de certa forma preocupante, mas ao mesmo tempo inquietante. O escritor norte americano Richard Louv escreveu em um livro sobre a geração de hoje e declara que ela é alienada da natureza e isso está trazendo problemas em todas as esferas da humanidade. Pois bem. Eu enxergo exatamente isso na sociedade em que vivemos. Uma alienação à tudo e todos, o individualismo, a procura pelo poder e pelo dinheiro à todo custo, à uma busca incessante pela felicidade plena, mesmo que ela não exista.

IMG_0112

Por um outro lado, vejo um recuo de todo esse pensamento. Mesmo que sejam menos indivíduos pensantes que o façam, existe um crescimento por uma mudança, por uma realidade mais viva, mais cheia de graça, dando assim uma forma muito mais orgânica da nossa vida. Muitos estão se dando conta do que estamos vivendo e sabem que se não fizermos algo agora, o futuro será deprimente, escuro e sem sentido. Os movimentos SLOW (fashion, food, etc) trazem esse novo pensamento: o que estamos fazendo? O que estamos comendo? O que estamos consumindo? Faz sentido tudo isso? Onde chegaremos com o consumo exagerado?

Pois bem. Por mais que muitas pessoas estão se distanciando da real natureza do ser humano e tendo problemas físicos e emocionais, outras estão abraçando o novo mundo. O novo mundo nada mais é do que a desacelaração, a análise de vida, a mudança de comportamento. Aí é que falo do caminho inverso. Estamos indo contra a maré, contra o que nossos avós e nossos pais compactuavam e até hoje acreditam. A busca por uma vida com sentido, mais democrática e livre é o caminho que muitos estão buscando, inclusive quem vos escreve.

O caminho inverso pode ser mais difícil em algumas etapas, a mudança sempre traz muitos questionamentos. Mas algo é certo, faz todo o sentido na vida esse caminho. Enquanto está vivendo ele, essa quebra de paradigmas mostra um futuro muito mais promissor e muito mais livre. Pense nisso: desacelerar, viver com menos, esse é o caminho.

kelly_vi

A Mudança

01/08/2011 § Deixe um comentário

Uma das nossas desculpas por não termos mais escrito por aqui foi a nossa mudança. Morávamos na praia do Santinho, aqui em Florianópolis, uma das praias mais lindas que conheço por aqui, realmente. Mas junto com sua beleza, depois de morar mais de um ano no local, vimos coisas não tão bacanas. O que mais foi difícil para nós foi a distância (40km de tudo praticamente). De início achava ótimo isso, mas com o tempo essa demora para ir para cada lugar ficava cada vez mais cansativo e irritante. Principalmente depois de começarem as obras de duplicação por lá, o que acarretou em trânsitos horríveis no norte da ilha.

Quando realmente batemos o martelo para nos mudar, tudo foi muito rápido. Eu já tinha feito uma super pesquisa de imobiliárias, já sabíamos onde queríamos morar e fomos atrás. Levou duas semanas para acharmos a casa perfeita para nós. Imaginem a correria. Era caixa pra lá, sujeira pra cá, cuidados especiais com os cachorros no meio da confusão, sem contar deixar a casa em perfeito estado (nós mesmos pintamos a casa, limpamos e arrumamos todo o pátio, limpamos a casa, tudo isso nesse meio tempo). Isso sem contar no nosso trabalho diário que não poderíamos deixar de lado!

Depois de um tempo, tu não quer mais morar em qualquer lugar. É, com o tempo a gente fica mais seletivo e não faz loucuras como morar em lugares úmidos pra caramba, ou lugares barulhentos pra caramba, ou super apertados, ou no nosso caso, onde não tenha pátio para nossos dogs. E para a nova morada queríamos 1. uma casa; 2.um pátio individual (aqui as casas costumam dividir terreno); 3. ter dois quartos (tenho home office e o João costuma também trabalhar em casa); 4. ter garagem (aqui também muitas carros são deixados na rua, pois não tem nem lugar para deixá-los nos terrenos); 5. ser uma casa no bairro que queríamos. E, se tivéssemos sorte, ter uma cozinha americana (recém tinha comprado uns bancos lindos para a mesa  da cozinha e não teria onde colocar…), mas isso não era tão importante. Não me importava com o tamanho, poderia ser bem menor do que nossa casa.

E vou contar uma coisa: a casa que encontramos tinha todos esses itens. Era menor do que a outra, mas tinha um plus: dois banheiros. Cara, sério, muito sério. Isso era algo que me incomodava, mas achava meio luxo ter dois banheiros. Aqui em casa a briga é grande, todo mundo quer usar o banheiro na mesma hora, ou um se atrasava mais por causa do outro e assim vai. Quando vimos que teríamos o luxo que nem pensávamos… alegria total! ahahahahha. Lembro somente de me preocupar se a geladeira caberia. Aqui tudo foi feito meio sob medida, entao os espaços são justinhos. A cozinha diminuiu, mas está a nossa cara (em breve colocarei fotos).

Abaixo vou colocar minha lista de sites de imobiliárias de Florianópolis. Foi tão demorado juntar todos os endereços (já que muitos sites nem existiam mais, ou eram imobiliárias ruins), que acho que tenho a obrigação de colocar aqui para todos que estiverem passando pelo que a gente passou, sem saber onde ir, ter uma assessoria legal. Aí vai:

+ imóveis no Campeche e Rio Tavares: Duna Imóveis | Norton Brokers | Ibagy  | Moreno Imóveis |  Imobiliária Personal |

+ imóveis no Campeche, Rio Tavares e Lagoa da Conceição: Aldo Imóveis | Paes Imóveis | Avila Imóveis 

+ imóveis no Campeche: Alici Imóveis

+ imóveis Rio Vermelho, Ingleses e Santinho: Imóveis MM

+ imóveis no Rio Vermelho: Balzano Imóveis

Outros: Giacomelli  | Vida Nova Imóveis | Brogoli Imóveis  | Antonio Simões Imóveis  | Costão Sul  | Abra Imóveis  | San Remo Aluguéis | Silvio Cordeiro  | Imobiliária Reed Andrea Cardoso  | Andi Imóveis 

Novos ares!

01/06/2011 § Deixe um comentário

Então pessoas desse Brasil! Bom dia!!

Gostaria de pedir, a vocês leitores, desculpas pelos poucos posts desde o nosso regresso! Mas estamos em fase final de mudança!!! Sim, desde que chegamos a Florianópolis estamos morando no Santinho e lá se vão 1 ano e meio aqui. Sabe quando chega aquele momento em que dizemos “chega!”, pois é, esse momento bateu em nossa porta a 3 semanas.

O Santinho tem uma das praias mais lindas do litoral brasileiro, sério! É lindo, a água sempre limpa, porém revôlta. E tem o maior Resort de praia do Brasil, o Costão do Santinho. Tirando isso, o bairro se torna um pouco instável. Infelizmente, vem muitas pessoas que não agregam qualidade. Sabe aqueles que vem só pra extrair do local e não agregar? Pois é, aqui é um pouco assim e as relações entre vizinhos se tornam muito complicadas, ainda mais quando se perde a possibilidade de diálogo pacífico.

Então, eis que surge o Rio Tavares, um bairro 30km mais próximo do centro do que o que morávamos e muito charmoso! Apesar de algumas ruas ou servidões (ruas sem saídas, muito característico da ilha) sem calçamento, as casas são muito bonitas e existe organização nas ruas. Mas o principal, nossos amigos todos moram por ali, o que nos fará mais integrado! Estamos muito contentes, apesar da casa ser um pouco menor, mas é novinha e ninguém morou lá ainda. Sim, moramos de aluguel! É muito interessante essa vida, pois temos maior mobilidade e mais escolhas. Claro, sempre há os dois lados. Para nós por hora esta ótimo!

Então…provavelmente, esse será o único post da semana. Ainda pretendo falar muuuito mais da Ilha e dos lugares bacanas pra ir! E principalmente, dos lugares legais pra mergulhar! Estou colocando umas fotinhos minhas para alegrar um pouco!

Abraço a todos!!!

Cavalo Marinho – Ilha do Campeche – Florianópolis

Peixe-Borboleta juvenil – Ilha do Xavier – Florianópolis


Falando de mudança…

10/12/2009 § 1 comentário

Gente, mudança é uma coisa boa. Mas só quando tudo já está no lugar! eheheheheh.

Nós fizemos um tipo de mudança com baixos custos… sabe como é né…?! Então começamos com um mês de antecedência a ver tudo o que envolvia toda nossa transferência. Não é fácil gente. Empacotar tudo sozinho, ver caixas, plástico bolha, jornais, trocas de endereço, ver todos os serviços disponíveis onde vai se morar, onde se vai morar,  caminhão de mudança, amigos para ajudar na mudança, entregar apartamento para imobiliária, limpar o apartamento (né Álvaro??), fechar contas de luz, internet, telefone, nossa. Realmente o melhor é estar em férias.

Mas não foi o caso da Ké aqui, muito menos do João. Fazendo cursos, entregando projetos, trabalhando normalmente, tendo três dogs loucos em casa, não é fácil. E no meio disso tudo, encontramos o seu Valdir. É o cara do transporte de toda nossa mudança, fez um preço bacana e foi super atencioso com a gente. Ele adora fazer mudanças entre cidades. Vou deixar o cel dele, pq é garantido e é difícil de achar trabalho bom. O cel dele é 51 9233.5875. Quem estiver fazendo mudança em Porto Alegre e vai para outra localidade, fala com ele. Gente fina e engraçadíssimo.

As caixas conseguimos com o pessoal das rações dos dogs. Bah, caixas tri boas e enormes, sem elas, não faríamos a mudança tão perfeita. Sim, pq nada, NADA quebrou, nada trincou. Agradeço ao Alex da clínica Pio X que forneceu as caixas, baita mão na roda! Lá em Caxias também comprei uma bobina de plástico bolha que foi tri útil, principalmente nos quadros (sem nenhum arranhão gente, fiquei orgulhosa disso) e espelhos.

Tudo isso pra dizer que não sei de onde tiramos tanta força pra fazer tudo. Vivemos em um caos por algum tempo. Quando cheguei aqui (pude viajar somente uns 4, 5 dias depois da mudança), eram só caixas por tudo. Os guris (John e Gustavo) estavam tri cansados e já haviam organizado as piores coisas como: montar armário, carrinhos e colocado as caixas e móveis no seu devido lugar.

Em dois dias, eu e John conseguimos arrumar a casa. 90% das coisas estavam já na parede, na estante, etc. É a vontade de ter uma vida melhor, realmente. Hoje estou hiper orgulhosa da nossa força de vontade. Estou muito feliz e gostaria de que todos os que nos conhecem soubessem disso. Até quem não nos conhece, sentisse a energia boa que está no ar.

Aqui é uma imagem do durante. Durante o encaixotamento lá em Porto Alegre. O caos formado.

E após o caos, saber que da minha janela do escritório, vou ter essa vista (foto abaixo), não tem preço, realmente.

Daí eu sei de onde a gente tira forças! Valeu natureza!

PS: em um dia, durante todo nosso processo, vimos o filme revolutionary road (apenas um sonho). Lembro de ter medo de não conseguir vir para cá. Lembro que pensei: essa é a melhor hora. A hora é agora. Por isso, cara, não deixe mesmo ser apenas um sonho. Tornar realidade é o grande prazer da vida.

Uma vida muito melhor

04/12/2009 § 5 Comentários

Antes de mais nada, neste post devo agradecer. Devo agradecer à todos que nos ajudaram nessa correria que está sendo a nossa vida: Ireno, Claudete, Carraro, Zé, Clarissa, Álvaro, Aquiles, Gabriel, esses últimos que nos ajudaram pra caramba com a mudança, Gustavo Dicki (que ficou até um tempo aqui conosco para colocar tudo em ordem) e todos que mandaram boas energias para que tudo desse certo!

Nos mudamos de casa. Mudamos de cidade. Mudamos de estado. Mudamos de estilo de vida. E isso tudo vem em um processo que já faz cinco anos. Trocamos Porto Alegre por Florianópolis, buscando outra vida, outra forma de ver nosso futuro. Continuo trabalhando para a capital gaúcha, mas agora vou uma vez ao mês para resolver tudo por lá. O João já trabalhava aqui sempre, então só melhorou o processo de trabalho dele.

Já viram o filme Sob o Sol de Toscana? Sinto uma energia muito parecida por aqui. Abdicamos de muitas coisas para podermos viver no estilo de vida que acreditamos. Acreditamos que não precisamos chegar a uma certa idade para vivermos de fato a vida. A vida é agora, é neste momento e sim, tinha muito medo de não aproveitar do jeito que gostaria.

Agora também retomarei o blog, já que tudo está voltando ao normal.

E pensem nisso: não deixem os sonhos para trás. Vale muito a pena ir atrás e ser muito feliz.

Foto acima da praia que moramos: Santinho. Aí embaixo no momento da grande mudança, a Terra dentro de uma das caixas fazendo pose!!!!!

Mudança

26/11/2009 § 2 Comentários

Gente, desculpe por não ter postado ultimamente aqui. Estou em processo de mudança, deixando apartamento, entregando projetos, enfim, minha vida não poderia estar mais agitada.

Semana que vem tudo normaliza e entro nos eixos. Tenho muitos posts legais para fazer, estou guardando tudo para colocá-los no ar!!!!!!!

Enquanto isso, fica uma dica bem legal de um video muito bom (super sátira) sobre o livro que vi no curso de design de livro que estou fazendo (sim, mais isso…!). Vale muito a pena ver:

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com mudança em .