Dois filmes

07/12/2011 § Deixe um comentário

Faz muito tempo que vimos esses filmes e sempre esqueço de comentar aqui. Mas não posso deixar de escrever, principalmente porque eles são muito bons. Realmente. The Bang Bang Club (Repórteres de Guerra) é maravilhoso e chocante. Conta uma história verídica de fotógrafos de guerra na África do Sul nas primeiras eleições livres após o fim do regime de Apartheid. A violência que eles registravam foi tão impactante que dois deles ganharam o prêmio Pulitzer de fotografia e, claro, sofreram consequências para a vida inteira. Realmente incrível. Já Foo Fighters Back and Forth é um documentário da banda. Não entro no mérito sobre Nirvana e Kurt Cobain, mas realmente gosto do David Grohl e sua banda. Achei muito bem feito e com uma energia maravilhosa. Vale muito a pena assistir.

Anúncios

Dica de Filme: Machete

21/10/2011 § 1 comentário

Olá pessoas, olha eu de novo aqui! Bom, sexta à noite e o findi chegando nada melhor que um filminho! Como a Ké está fora à trabalho e para não deixar o povo na mão, hoje quem dará a dica de filme serei eu. Assisti o Machete nessa semana. Gente, para aqueles que curtem um bom filme estilo Trash, esse aqui é muito bom! MACHETE!!! Não falta nada, os atores são todos muito bons (Ok, tem Steve Segal, mas ele não compromete) e a história é boa! Têm sangue jorrando para todos os lados, mocinhos indestrutíveis e claro, comedor! hehehe… Tem a participação do Cheech do “Cheech & Chong”!!! Clássico!!

Aproveitem!!

Filmes da Semana (bem light)

23/09/2011 § Deixe um comentário

Filmes para deixar tudo mais light na vida. E não vou mentir, esses filmes vimos também faz algum tempinho, mas estamos trabalhando tanto que no final do dia conseguimos somente ver alguns episódios de séries e era isso.

1. Scott Pilgrim vs. The World (Scott Pilgrim contra o mundo) é um filme muito bacana de se ver! Cheio de efeitos de videogame, uma historia entre ele, uma menina e seus ex namorados, os vilões. E tem uma batidinha rock legal. Vale super, super a pena ver! 2. Já It’s Kind of a Funny Story (Se enlouquecer, não se apaixone) não imaginava nada. Queria ver um filme bem leve e achei a historia (que tinha lido bem por cima) legal. Me surpreendi com o filme, achei bacana, com uma mensagem muito boa! Tudo se passa em uma clínica psiquiátrica em torno de um adolescente, tentando descobrir seu equilíbrio. 3. Wild Target (Matador em perigo) é divertido, com seu humor sutil, com um assassino solitário, uma menina que tende ao roubo e um menino tentando se achar na vida.

Filmes bem leves, sem pretensões de premiações. Faz bem também!

Sim, você interfere na minha vida

09/09/2011 § Deixe um comentário

Fala Povo! Nossa, acabamos de ver o Tropa de Elite 2!! Rendo-me…um puta filme!!!!!! Agora, depois de ver o filme, vi que estamos fudidos! hahaha… Então, gostaria de fazer a seguinte reflexão: essa merda que vemos no Rio e outras cidades é culpa nossa… afinal, quem é que fuma maconha? Quem é que cheira cocaína? Sem hipocrisia, nossa sociedade é a grande culpada por alimentar o tráfico, que compra todos. Simples assim…

O grande erro dos direitos humanos é o foco demasiado em defender bandido… acho que deveriam usar toda a energia na luta pela melhoria na educação, assegurar que as pessoas em comunidades mais pobres tenham condições dignas de vida. O foco não deveria ser tanto na polícia, que é um efeito colateral dessa merda toda do sistema, mas sim na corrupção, que é verdadeira causa de todo esse sofrimento!

Aos meus queridos amigos que gostam de um baseado, ecstasy, uma carrerinha ou LSD pensem com carinho um pouco antes de ficarem doidões: de onde vem, aonde compram e pra onde vai esse dinheiro!? Será que é pedir demais essa reflexão??? É simples, mas sim, causa dor e a consciência pesa!

Não sou contra diversão ou a desopilação, mas acho que estamos em um momento, que devemos ter um pouco mais de consciência e somos bem grandinhos para sabermos, que os nossos atos, sim, interferem na vida dos outros. Cada dia que passa, eu fico mais inconformado e desanimado com o que vemos, ouvimos ou lemos…

Sou a favor da legalização das drogas, pois assim descriminalizaremos o consumo e conseqüentemente, acabaremos com a principal veia que alimenta esse sistema contraventor e que causa tanta dor e desgraça! Sim, terão viciados que morrerão, mas tenho certeza que não serão mais do que já morrem por aí vítimas da corrupção e guerra entre o tráfico! Carinha que tem a propensão ao vício, já se droga. Pensem sem hipocrisia. Com a venda de drogas na mão dos criminosos, a sociedade sofre milhões de vezes mais!

É importante deixar bem claro, que o tráfico NÃO EXPLICA 100% a corrupção, mas o tipo de corrupção que o tráfico gera, é uma das piores que podemos sofrer!!

Fica a dica! Vamos plantar!

PS: Este post veio de um “pequeno debate” que rolou no meu facebook.

O recomeço

23/05/2011 § 1 comentário

Sou formada em publicidade e propaganda e meu projeto de especialização foi baseado em design sustentável. Tenho uma empresa de design (web e gráfico) e comecei minha carreira justamente na área da natureza. João, meu marido e outro escritor deste blog, formado em biologia, está fazendo doutorado em ecologia marinha com foco em esponjas marinhas. Nosso universo de pesquisa é muito grande e graças a isso temos muitas perguntas, muitas questões a serem entendidas. Filosofamos muito e precisamos ter uma noção mais profunda do que nos cerca. E foi por isso que criamos este blog, o Vida Insólita, para mostrar de forma clara e simples as nossas angústias, nossas ideias, nossas filosofias.

Aqui escrevemos de tudo um pouco. Queremos trazer para perto dos leitores essas nossas dúvidas, como também trazer ideias legais para a vida. Por isso escrevemos desde decoração à natureza, política aos filmes, consumo ao não consumo, etc.

Depois de um logo tempo de recesso (paramos de escrever em dezembro de 2010), agora estamos voltando com tudo. Estamos com muitas ideias para abordar aqui e gostaríamos da ajuda de todos para fazermos deste um mundo melhor. Um mundo onde os seres pensantes fazem realmente a diferença e não ficam somente sentados em suas cadeiras na frente da televisão resmungando algo, mas fazendo realmente nada. Queremos que todos comecem a pensar, analisar, criticar, ter suas próprias ideias, questionar esse mundo que cada vez está mais egoista e individualista, onde o coletivo acabou por ser banido, ou quase.

Devo dizer que este nosso retorno se deve a um filme que vimos neste final de semana. Um filme que mostra a dura realidade de mulheres trabalhadoras e qualificadas querendo ter igualdade salarial em uma empresa da Ford na Inglaterra. Uma historia real que nos faz lembrar que à pouco tempo, em 1968, mulheres saíram às ruas para protestar pelos direitos de igualdade, pelo direito de ser alguém e hoje parece que a nossa sociedade esqueceu de tudo isso, está sofrendo de amnésia coletiva. Fiquei extremamente emocionada com toda essa historia e lembrei de como devemos muito à essas mulheres, corajosas, que acreditavam em um ideal e foram à luta. Lembrei que hoje ninguém mais está querendo se mobilizar para nada, nossa política no nosso país está de mal a pior, pagamos impostos elevadíssimos e não recebemos quase nada em troca, moramos na nossa insegurança, pagamos para ficarmos calados e vivermos nossa vida.

Nossa vida. Questão importante. A tua vida, a minha vida, está implicada na vida do outro. O que eu faço pode mudar a vida de outra pessoa. Pode não, acontece de fato. O nosso comportamento, o nosso ar que respiramos, a nossa energia acaba por ser somente uma, porque tudo o que fazemos respinga em todos os outros habitantes desse planeta. Então porque estamos tão individualistas, querendo viver somente nossa vidinha, sem nos preocuparmos com o TODO?

Vamos pensar sobre isso?

Antes de tudo, vejam o filme: Made in Dagenham (As Mulheres de Dagenham). Acho que está mais que na hora (um pouco atrasado) de cada um saber seu lugar no mundo. E saber que estamos aqui para sermos melhores. Não estamos aqui para termos melhores coisas e nos trancafiarmos em casa e viver no nosso cubículo. A vida é muito, muito, muito mais que isso.

Layer Cake & RocknRolla

27/09/2010 § Deixe um comentário

filmes

Posso assistir mil filmes, me divertir com muitos cults, cômicos, irônicos, etc. Mas, o que de fato eu amo assistir são filmes de gângsters atrapalhados, confusões, histórias confusas, mil personagens. Gosto de uma confusão, de filmes que tenho que ver novamente para pegar cada detalhe. E se a trilha sonora for daquelas de arrepiar, não paro de falar bem, de assistir e com certeza este tipo de filme entra nos “filmes para assistir quando está ou não de bobeira”.

Primeiro gostaria de falar um pouco de Layer Cake (Nem tudo é o que parece). Esse filme é de 2004 e achei por acaso nas prateleiras da locadora aqui da praia. E me pergunto como não sabia dele antes! Algumas pessoas vão dizer que o filme de Matthew Vaughn é muito parecido com os filmes de Guy Ritchie, já que ele trabalhou antes com o diretor,  sendo produtor. Mas sabe de uma coisa? Adorei. Típico filme inglês (ao meu ver), com muita narrativa, muitos personagens, mostrando diversas faces de um assunto. Eu não sou crítica de filmes, nem nada disso, mas aqui mais uma dica de bom filme, com uma trilha sonora pra arrebentar.

E RocknRolla. Esse sim um filme de Guy Ritchie. Cheio de tudo o que falei acima e mais um pouco. Não achei o melhor filme dele em trilhas sonoras, mas é ótimo. Fica aí outra dica.

Achei uma resenha que concordo com quase tudo sobre Layer Cake no site omelete. Se quer saber mais, clica ali.

Texto de Mr. Magorium’s Wonder Emporium

28/07/2010 § Deixe um comentário

Ontem vimos Mr. Magorium’s Wonder Emporium (A Loja Mágica de Brinquedos). Um filme fantástico. De fantasia. Achei muito lindo, muito bacana. No filme tem uma conversa do Mr. Magorium com Mahoney, sua funcionária e amiga. A conversa atingiu um ponto tão bacana que tive que reproduzir e postar aqui no blog. Mesmo o texto sendo pequeno, ele traz uma leveza nas palavras sobre a morte que me deixaram em paz. Abaixo segue o texto.

Se clicar fica maior e com melhor visibilidade.

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com Filmes | Seriados em .