O tal Bisfenol A

19/09/2011 § Deixe um comentário

Ano passado, exatamente há um ano atrás, escrevi sobre a face maligna do plástico. Coloquei os males que uma substância pode trazer para nosso organismo: o Bisfenol A, ou BPA. Em diversos países a substância é proibida em qualquer plástico. No Brasil, no dia 15 de setembro deste ano, a ANVISA determinou a proibição de fabricação e venda de mamadeiras que tenham bisfenol A.

Pois bem. Existem diversos estudos mostrando risco à saúde quando somos expostos ao Bisfenol A. Ele pode ser encontrado no plástico das mamadeiras, copos de plástico, embalagens plásticas para armazenar alimentos e bebidas e alimentos enlatados, já que é utilizado não somente na fabricação de plásticos como no revestimento interno das latas.

Quando aquecemos ou congelamos o plástico pode passar essa substância para os alimentos e bebidas. Falando sério. BPA pode: provocar puberdade precoce, câncer, alterações no sistema reprodutivo e no desenvolvimento hormonal, infertilidade, aborto e obesidade.

A ANVISA proibiu somente a fabricação de mamadeiras com bisfenol A, mas não vou esperar o momento para que seja proibido em todos os plásticos que utilizamos (que contenham BPA). Por isso que, desde ano passado, quando minha amiga enviou trabalhos apresentando essa preocupação, estou trocando todos os plásticos de armazenamento de alimentos aqui na cozinha. Troco por vidro, sem pensar duas vezes. Alguns compramos, outros pegamos os vidros de geléia, mel, limpamos, pintamos as tampas (deixamos todos com tampas pretas, ficou bacana mesmo) e estamos colocando todas as embalagens de plástico no lixo. A saúde da gente vale muito mais, não?

Agora, para saber se o plástico tem BPA, veja no fundo do recipiente, no número de reciclagem. Os números 3 ou 7 indicam a presença da substância.

Para brilhar os olhos

29/10/2010 § Deixe um comentário

Além de gostar de embalagens para decoração, também aprecio muito embalagens para dar aquele brilho nos nossos olhos, aquelas embalagens desenvolvidas com um projeto bem delineado, bem executado. Algumas simplesmente vão ao desencontro da sustentabilidade. Sim, porque muitas embalagens não mantem um ciclo de vida em nossas mãos. Simplesmente servem para o transporte adequado. Mas outras conseguem manter esse ciclo, principalmente no quesito decoração. Outras também mantemos para nossa organização.

As imagens abaixo são de diversas embalagens, das mais variadas áreas. Todas me inspiram, tanto somente pelo visual, como pela decoração ou pelo projeto em si.

Embalagens para lâmpadas desenvolvido por Fastway, da Rússia. As cores das embalagens indicam: frio, quente e neutro, de acordo com a temperatura e a cor de cada uma. Projetos assim me agradam ao cubo, pois são simples, diretos, comunicam rápido de forma clara.  Lovely Package.

Vocês já comeram o chocolate Refeição da Neugebauer? Bom, quem nunca comeu, é um chocolate pequeno, como esse acima. Vem ou vinha (nunca mais vi) com seis unidades no pacote. Sempre amei esse chocolate. Quando vi esse projeto da Alice Chocolate da Suíça, lembrei na hora do chocolate Refeição. Parece que esse projeto acima poderia ser a versão mais moderna do Refeição. Achei lindo. E simples. Lovely Package.

Embalagens para Kora, produtos para cuidados da pele. A simplicidade de embalagens é o que sempre me chama a atenção. O simples com o clean, o conteúdo sendo informado diretamente. Vou sempre repetir isso, mas para mim é a melhor forma de se fazer design. Desenvolvido por Jane Abma da Austrália. Lovely Package.

Projeto desenvolvido por Sarah Cespedes. Estampa no rótulo, indicando cada produto do seu interior. Achei lindo. Cargo collective.com/sarah_cespedes.

Chronicle é um Gim, seu consumidor um homem entre 25 e 40 anos. Desenhado por Surya Prasetya da Austrália. E quer saber? Gostaria de ter pra caramba essa embalagem. Linda, linda. Depois de algum tempo que vi que era gim. Lembra muito embalagens de remédios de antigamente não? Eu acho. Design Package.

Frescuras à parte, essas embalagens de água são lindas, não? Frescuras porque acho essa ideia de água ter um sabor, refrescância ou o que quiser dizer, um pouco bobagem. Água para mim é água, que deveria ser inodora, incolor e insípida. Isso de colocar sabor simplesmente não entendo. Mas voltando ao design, curto, curto muito. Projeto de Neumeister, do país mais minimalista: Suécia. Design Package.

Louche. Quando vi primeiramente achei que era um projeto de garrafa de leite. Mero engano. É um projeto fictício, feito por um aluno para absinto. Hum. Pra mim continua sendo leite. Desenvolvido por Holly Canham da  Austrália. Lovely Package.

Embalagens Tipos

28/09/2010 § 1 comentário

Ok, me rendo. Totalmente. O que são essas embalagens para massa? São basicamente tipos associados com massa. Acho que não preciso falar mais nada, já que a essência do design gráfico aparece fortemente nestas evoluções.

Ah, e se entendi bem, os números que aparecem são o tempo de preparo!!!! Vi em packagin gugam.

O verdadeiro plástico

21/09/2010 § 9 Comentários

Tenho muitas reticências com o plástico. Principalmente com plástico sendo utilizado na cozinha. São potes, copos, talheres, mais potes, embalagens de alimentos, bombonas d’água, PETs, e por aí vai. Faz já algum tempo que aqui em casa estamos trocando todos os potes de plástico para armazenar alimentos por potes de vidro. Custam um tiquinho a mais e sua vida útil é enorme. Desses potes falo dos tipo tupperware, com tampa, que servem para marmitas, guardar restos de alimentos, etc. Também compramos muitos alimentos à granel, como arroz, proteína de soja, cacau, e logo que chego das compras coloco esses alimentos diretamente em potes. Achei uns potes lindos de vidro reciclado na Tok & Stok e adoro, custam uns R$11,00. Para água mineral já trocamos as bombonas por filtro, colocamos diretamente no bico da torneira d’água e deixamos assim a água mais limpa e sem contato com plásticos do tipo PET.

Mas porque estou falando disso? Essa só foi uma introdução do que fazemos aqui. Agora o porque: o plástico tem um aditivo polimérico chamado Bisfenol A. Recebi um email de uma amiga, que é engenheira química e estuda os materiais à fundo, sobre uma nota na revista Pesquisa Ciência e Tecnologia da FAPESP de julho de 2010. Vou colocar na íntegra o texto:

Muitos estudos já detectaram que a água vendida em garrafas de plástico PET contém a substância bisfenol A, uma molécula que se encaixa nos receptores de hormônios femininos e altera o funcionamento hormonal tanto nas mulheres como nos homens. Uma equipe japonesa liderada pelo químico Yasuyuki Shimohigashi, da Universidade Kyushu, agora descobriu um bisfenol A enriquecido em flúor: o bisfenol AF. Em artigo publicado na Environmental Health Perspectives, o grupo demonstra que o bisfenol AF tem uma afinidade por dois tipos de receptores relacionados ao estrogênio – o alfa e o beta -, respectivamente 20 vezes e 50 vezes mais forte que o primo bisfenol A. A molécula ativa o primeiro receptor como se fosse o próprio hormônio feminino e bloqueia o segundo, impedindo a ação hormonal. O resultado é um desequilíbrio que pode contribuir para o surgimento de cânceres reprodutivos. Não há uma estimativa do nível de exposição a que estão sujeitos os usuários de água engarrafada em plástico.

E isso não é somente em PETs, mas também em qualquer plástico, já que o Bisfenol A vai no plástico e ” não é ligado quimicamente ao material e aí que ele vai se despreendendo do produto desde a sua fabricação até todo ciclo de vida útil do produto e vai junto da comida, da água e pior ainda quando a gente resolve guardar comida quente em embalagens plásticas, porque o calor acelera esse despreendimento de Bisfenol A (dependendo do plástico pode ser outros aditivos, um outro exemplo é o ftalato)”,  de acordo com Camila Bianco, a engenheira que enviou este email.

Agora me digam, não é preocupante? Por isso sempre digo, sustentabilidade também é saúde, qualidade de vida. Ok, vidros podem ser mais caros que plásticos, mas pense em comprar mais produtos à granel, consumir menos produtos que estejam em plásticos. Qualidade de vida gente, à longo prazo a gente recebe a conta. Vocês sabem do que eu estou falando, certo?

Imagem acima fazendo alusão ao clássico copinho de plástico. Mas nesse caso é de vidro.


Pílulas da Felicidade

15/10/2009 § Deixe um comentário

happybottles1

Vocês sabiam que o Brasil é um dos países que mais a galera compra remédio sem receita? Auto medicação é punk galera, muito punk. John falou em um post sobre isso. Nada de fazer isso, ok?

Bom, eu não sou fã de remédios, sempre tento melhorar com chás, etc. Sou também meio cabeça dura, mas prefiro me cuidar para não ter nada, me alimentar bem e assim vai. Aquela coisa toda. Daí que vi umas embalagens lindas dessa loja, happy pills, de doces e guloseimas em Barcelona. Prefiro essas pílulas, docinhos que alegram a vida do cidadão. O açúcar people é bom para o bom humor, então não deixa de ser uma pílula da felicidade.

Nos comentários no lovely package, o pessoal fala que não é muito boa essa relação de remédios com doces, principalmente para crianças. Ora, realmente existe a relação, mas crianças devem ficar longe de remédios, certo? De qualquer forma, adorei o conceito.

happyhandhappyhand2happykithappypack1happybox

 

Lovely Package

29/07/2009 § Deixe um comentário

Embalagens são tudo de bom. Algumas tenho verdadeiro pavor (muitas devido sua inutilidade para ir direto ao lixo, nada sustentável), outras amo de paixão, outras fico pensando em como podemos redesenhar para conseguir obter um resultado melhor, tanto de qualidade, como de sustentabilidade (ciclo de produto, etc).

As embalagens que gostaria de deixar de decoração para mim são o ápice da boa estratégia. O ciclo de vida do produto fica praticamente infinito ou até quando eu deixar de existir e as pessoas que herdarão meus objetos não acharão mais interessante quanto eu achava. Uma pena. Mas voltando à minha linha de pensamento, faço questão de ter embalagens bonitas, que tenham mais de uma utilidade, tirando a sua básica.

É o caso das embalagens que colocarei aqui. Só um detalhe, não sei se o produto que contem na embalagem é tão bom quanto o seu “casco”. Mas daí, se eu fosse comprar, iria descobrir se vale a pena.

antipodes1

Antipodes. Água. Nada mais que isso. Minha favorita garrafa, com certeza! Da Nova Zelândia

bulldog-bottle

Bulldog Gin. Simples assim. Design by Flow Design. United Kingdom

nudeNude Skincare.  Precisa dizer algo? Identidade visual maravilhosa, embalagens, nossa….

People, só clicar em cima do nome do produto que verão mais sobre. Acho delicioso. Ahahahahaha.

Consumo…

15/06/2009 § Deixe um comentário

Pois é pessoas, assistindo aos vídeos sobre a “História das Coisas”  que aparecem no post da Ké, me fizeram perceber como somos marionetes. Po, a coisa é feita para sermos massa de manobra.

Po, o que mais me chocou, foi o gráfico aonde a moça mostra que nos últimos 50 anos o consumo triplicou e a satisfação da população americana caiu quase que na mesma proporção ao aumento do consumo. Isso é resultado daqueles senhores que fizeram com que o consumo fosse frenético! Só que o frenesi esta tão grande, que o nosso planeta, ta virando um planetinha, pois esta faltando recursos e o que é pior, os rios, o ar e as florestas estão deixando de existir. Para não falar nos oceanos. Esse sim, tem sido um dos mais afetados, mas como a mídia não fala nada, não damos a menor importância.

Infelizmente, é como a moça comenta, que não basta reciclar os produtos, mas diminuir o ritmo de consumo. Vamos forçar produtos a granel ou embalagens que sirvam para outras coisas. Chega ser um crime, quando se compra pasta de dente, que a embalagem de papel vai direto para o lixo. Não nos damos ao trabalho nem de ler o que esta escrito na caixa. Pois as mesma informações estão no tubo. Ou pelo menos é quando lemos o que esta escrito, é justamente a que esta no tubo. Então? Pra que serva essa naba de papelão? Pra nada! E assim são milhares de outros produtos com embalagens que só servem para ser colocadas no lixo!

Vocês podem até achar um contra-senso nossos posts aonde mostramos sites de produtos e tal. Mas saibam que em nenhum momento fazemos algum tipo de apologia para o consumo desenfreado. Apenas damos dicas de produtos bons com preços muito mais acessíveis!

Aqui em casa fazemos o seguinte, compramos e doamos o que não usamos mais. Então basta pensar um pouco antes de comprar. Esse lance de estar na moda é complicado, pq as peças mudam muito de um ano para o outro e as pessoas mais fraquinhas, tem que comprar tudo de novo para ficar por dentro. Ah para!! Que se fodam os outros se acharem que eu estou fora da moda!

Bom, era isso!! hehehe… Temos que pensar um pouco antes de comprar! Ou ver o quanto já temos de um determinado produto! Vamos cuidar para que a nossa Terrinha, torne-se o planeta Terra lindo e pulsante!

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com embalagens em .