Por que é tão caro?

23/08/2010 § 4 Comentários

Bom dia pessoas do meu Brasil.

Nesses últimos dias, eu e a Ké estamos olhando os preços de coisas que vai desde roupas até computador. E um questionamento inevitável me veio a cabeça, por que as coisas no Brasil são tão caras? Eu sei que parte da resposta, são os impostos. Mas, os impostos NÃO são toda a resposta!!  Aqui, o preço beira o absurdo, seja o que for! Tenho uma irmã que mora em Barcelona a uns 15 anos e toda vez que ela vem pra cá, ela não compra quase nada. Gente, o Euro é duas vezes e meia o valor do real! E aqui os preços conseguem as vezes quadruplicar o valor em Euro! Claro, me refiro aqui a produtos que são vendidos tanto no Brasil, quanto lá fora.

Hoje em dia, o Real esta valorizado e não existe mais a inflação como era a 30 anos. Hoje, podemos economizar, planejar e comprar. E não só isso, podemos comparar nosso poder de compra com o de outros lugares ditos de primeiro mundo.  Assim, vemos muitos produtos pela internet com entrega no Brasil e essa comparação se tornou inevitável! Tenho visto, que além do valor de impostos,  estão imbutindos os valores da exclusividade. Sei lá, cada empresário coloca o preço que quer para atingir público que lhe interessa mais, mas o que me deixa muito “puto da cara” é o valor de produtos, que lá fora as pessoas podem comprar normalmente e aqui elas tem que ganhar uma sacola de dinheiro ou o que é pior, são impossibilitadas de comprar!

Exemplos que ilustram bem o que pretendo dizer, seguem abaixo (mas para ter o efeito que eu quero, não convertam os valores em Euros para Reais): (1) Tenho um casal de amigos que moram em Milão e precisavam comprar um sofa-cama, como lá existe a Ikea (loja sueca tipo TOK STOK), eles compraram um por 90 Euros!! Gente, 90 Euros!!!! Aqui, em qual lugar acharemos um sofá por 90 Reais ou 200??? (2) Temos outra amiga que morou vários anos em Portugal, mas bem no interior. Ela ganhava 700 Euros por mês, mas não precisava gastar com aluguel e nem com comida, pois ela trabalhava em um hotel e convenhamos, 700 por mês é pouco, mas lá, ela conseguiu comprar um Renault zero (parcelado, mas tudo bem) e um Sony Vaio. Vocês entendem o que eu digo? (3) Olhem os perfumes em qualquer lojinha aqui e depois vejam no Morangão (site de perfumes e comésticos de Hong Kong, que entrega no Brasil). A diferença é absurda!! E não é só eu que digo isso,  (4), a reportagem de capa da Viajem e Turismo desse mês fala sobre como esta mais barato viajar e comprar na Europa, tanto que a reporter coloca “que nunca mais fará compras no Brasil”, (5) os eletrônicos são de 3 a 4 vezes mais caros no Brasil e por aí vai.

Por que tudo isso me deixa brabo? Porque isso gera absurdos para se ganhar mais e mais dinheiro para produtos que podem custar pouco.

Temos que ter consciência na hora de comprar. Porque se comprarmos menos, existe a tendência de que os preços diminuam. Não podemos sustentar esses exageros só para manter a exclusividade de poucos. Acho que a produção é baixa e por isso fica mais caro tb. Acredito de coração que se os preços forem mais baixos, muito mais pessoas comprarão e o resultado será mais empregos! E isso pode acontecer com os impostos do jeito que estão, pois basta ver a quantidade de carros caros nas ruas!  Sou nacionalista, basta ver meus posts, mas honestamente, do jeito que as coisas custam aqui, quem tiver condições de comprar fora, que o faça!  Pode ser que assim, conseguiremos que as coisas custem o preço que realmente valem!

Precisa?

04/08/2010 § Deixe um comentário

Abri meu armário e vi o quanto ele era grande e quanta roupa tinha nele. Comecei a me perguntar se eu realmente precisava de um armário daquele tamanho, já que tinha percebido que metade daquelas roupas eu não precisava. Nós não precisamos de tanto para viver e nos sentirmos bem, só que fomos educados para ter demais, querer além do que precisamos e consumir de forma descabida. Concordo que devemos guardar dinheiro, mas devemos realmente aproveitar a vida e nossa, como a vida passa rápido, isso posso dizer com certeza. Então lembre-se: aproveite a vida, tenha o necessário e esqueça os paradigmas que aprendemos quando pequenos.

Em uma manhã gelada em Caxias, quando recém tinha chegado à serra gaúcha, em um sábado sem sol, com garoa, aproveitei e fui cortar meu cabelo com minha cabeleireira de anos atrás. Não ia lá fazia uns bons quatro anos. E esse diálogo acima, melhor, monólogo, veio da minha cabeleireira. Ela aprendeu muito com a vida e deu algumas aulas para mim durante esses anos de como aproveitar o que a vida tem de melhor. E naquele sábado pude aproveitar e conversar de fatos que sempre me fazem filosofar por muito tempo.

Já escrevi aqui diversas vezes sobre o consumo exagerado que estamos vivendo. E sim, sempre me pergunto: você precisa de tudo o que tens? Ou melhor, precisa de tudo que almeja? Mas precisa mesmo? E neste aspecto de consumo coloco desde aquele sapato bacana, ao móvel da sala, à uma casa própria. Me questiono mesmo sobre minhas reais necessidades. Quero viver na minha realidade, na minha felicidade, no que eu acho que é o melhor para mim e não o que me foi ensinado erroneamente ou o que o sistema me educou. Porque mesmo sendo consciente de tudo o que estamos vivendo, de vez em quando nos perdemos nas próprias filosofias.

O mundo precisa que você saiba o que quer realmente. Vai ser bom para todos, mas honestamente, será para ti. Cada um tem uma necessidade de se conhecer, saber seus limites e suas reais vontades. Quem sabe achar o equilíbrio de tudo isso não era uma boa? Pense bem.

E como a vida é de filosofias em todos os aspectos, depois de muito pensar (porque sou assim, analiso, critico, volto atrás, analiso um pouco mais, essa sou eu) cortei meu cabelo. Minha necessidade é cortar de vez em quando e sempre de uma forma diferente. Porque, aliás, cabelo cresce pra caramba e ter ele curto é a melhor coisa do mundo. E foi nessa imagem que me inspirei para cortar meu cabelo. Ter franja no frio é tri bom!

Mas pense mesmo viu? Pense em tudo o que escrevi acima. Faz bem.

Reflexão: Consumo consciente

10/05/2010 § Deixe um comentário

Consumo consciente: já está na hora de levar mais a sério. Estamos em 2010, a grande poluição, o alto consumo de produtos primários, a água potável se esgotando, mostram que realmente devemos parar tudo e refletir como queremos viver a partir de agora.

Cada um pode sim fazer sua parte. O mundo está tão egoísta que pensamos que nós não faremos a diferença, somente grandes empresas poderão. Mas não é bem assim. Se cada um começar a refletir como está vivendo e fazer de fato algo para mudar, podemos ver um futuro melhor. E essa reflexão pode começar com o consumo. Não acha um absurdo querer toda a hora ter, ter, ter, comprar algo da moda que daqui a meio ano não usará mais? Não acho errado comprar, nem querer estar bem, mas os limites estão sendo ultrapassados rapidamente. Já falei aqui e repito, não gosto do termo “must have”, já que ninguém de fato precisa tanto ter algo!!! Trocar toda a hora de celular, computador, trocar o armário todo o mês, ter todas as maquiagens possíveis, ter todos os lançamentos. Calma, muita calma!

Pense primeiro: realmente preciso daquilo? Realmente usarei? O valor compensa a quantidade de vezes que farei uso? Estou comprando por impulso ou porque realmente gostei? Poderei usar daqui a um ano?

Gente, não pensem que eu não consumo. Consumo sim, mas sou um pouco mais racional nas minhas compras. E ainda assim tenho algumas coisas que me pergunto onde raios eu estava com a cabeça!!!???? Mas na maior parte das vezes, realmente me pergunto se necessito tanto assim comprar. Também é importante dar valor a certas coisas. Mas dar o valor certo para elas, como por ex. comprar mil camisetas baratinhas e depois de um mês ter que colocar fora, pq estão estragadas. Ou comprar mil copos baratinhos e em pouco tempo todos quebrarem. Não seria melhor comprar algo bom, pagando o valor real do produto e fazer um uso consideravelmente longo para ele?

Dê valor ao seu redor, dê valor à natureza, ao ar que respira, à água que bebe todos os dias, dê valor ao seu consumo, dê valor à vida que nos cerca! Consuma mais consciente, pense melhor, seja mais racional. E juro que não só a natureza agradece, como seu bolso também! Consumir consciente é ser sustentável!

A aguinha que bebemos

07/10/2009 § 1 comentário

Boa tarde gente boa!

Olha eu aqui outra vez!! Na verdade, eu sou um mero participante do blog da Ké! hahaha… Ótimo trabalho minha lindaaa!!!

Bom, o post da vez é sobre um assunto, que me deixou um pouco perplexo. Estou fazendo uma disciplina na UFRGS (Universidade Federal do RS) chamada Ecotoxicologia. Nessa disciplina aprendemos sobre poluentes no solo, ar, água e os principais métodos para inferir com antecedência antes que ocorram eventos drásticos como uma mortande de peixes ou outro distúrbio grave no ambiente. Então vcs já viram que a coisa esta começando a ficar feia! Pois é, aqui no RS temos dois grandes rios, o Gravataí e dos Sinos. O rio dos Sinos, foi palco de uma grande catástrofe ambiental à uns dois ou 3 anos atrás. No entanto, o que me deixou alarmado, foi que a CORSAN (empresa de abastecimento de água) recebeu por parte da FEPAM um aviso que fosse evitado coletar água do Rio Gravataí para o consumo. SIM! O Rio está tão poluido, que a CORSAN não consegue mais eliminar os poluentes. E o que é pior, se a água é clorada com poluentes orgânicos, existe a formação de outros poluentes mutagênicos que são piores para a saúde! O que me deixa mais tranquilo, já que os arrozeiros captam água para a produção de arroz. Legal, né!?

Rio dos sinos

O que me fode a paciência é que a FEPAM (Fundação Estadual de Proteção Ambiental do RS), tem que gastar saliva pra caralho para as empresas se adequarem. Pô, a FEPAM tem vários métodos muito bons para analisar os possíveis efeitos tóxicos com antecedência, mas as pessoas não querem saber dos resultados, pois os efeitos mais sutis só são percebidos em peixes ou pequenos crustáceos e o alegado pelas pessoas, é que isso está acontecendo somente com os animais, que com o HOMEM é diferente. Assim, deixam que essas merdas aconteçam no ambiente! Só que isso esta chegando a nós!!!! Pq é tanto poluente na água, que chega na gente! Claro, a maior parte dos poluentes é do esgoto doméstico e mais uma vez nossos queridos políticos roubam e não deixam dinheiro algum para o saneamente e tratamento de esgoto. Para vcs terem idéia do que digo, na cidade de Caxias do Sul cerca de 4% dos 500 mil habitantes é tratado! SIM!!! Uma mísera parcela do esgoto é tratado. Outro ponto, que eu quero ressaltar é que Caxias é o segundo polo metal-mecânico do país!!! Então vcs podem imaginar o que o Rio Tega recebe de poluentes.

Complicado minha genteeee!!!

Reflitam sobre a questão do consumo, pq quanto mais a gente compra, mais produtos são necessários para produzir e mais resíduos são gerados, e infelizmente liberados na nossa água. Por isso é muito importante pensar antes de comprar! Se é realmente necessário aquele produto?! A Ké sabiamente, coloca inúmeros posts sobre reutilização de materiais e assim, aumentar a vida útil desses materiais, sem que eles virem lixo desnecessariamente!

Consumo mais consciente

29/06/2009 § Deixe um comentário

Baleia Azul

Baleia Azul

No fim do ano passado li uma reportagem na Super Interessante, sobre as condições dos mares. Normalmente, as pessoas não sabem praticamente nada sobre os mares. Pensa-se que eles estão menos degradados que os ambientes terrestres, mas infelizmente, não é bem assim. E nessa reportagem, li que navios cargueiros transatlânticos estão causando problemas gravíssimos às baleias. Sim, elas estão sofrendo inúmeros distúrbios e ainda por cima não estão conseguindo se comunicarem graças a esses barquinhos. Acredita-se que as baleias azuis não consigam encontrar seus parceiros para se reproduzirem, devido ao excesso de barulho desses navios. Um grupo de orcas ou baleas pilotos foram encontradas mortas e com sinais de sangramento nos ouvidos em mares do pacífico. Tudo isso por causa do som desses navios, que ultrapassam os 230 decibéis e no meio aquatico isso é muito pior que no ambiente terrestre. Não saco muito de física, mas sempre soube que não se deve bater no vidro do aquário por causa do som, que é absurdo aos peixes.

Orca

Orca

O panorama atual é meio assustador e estima-se que hajam mais de 100 mil navios desse porte e que nos próximos 10 anos esse número deve mais que duplicar, justamente por causa do aumento nas vendas entre os países. Como é um meio de transporte muito barato em relação aos outros, vcs já viram que maravilha será!

Barquinho

Barquinho

Não sou contra a globalização, apenas acredito no consumo que seja bom ao meio ambiente e aos países. Pois se cuidarmos o que compramos, podemos cuidar melhor do nosso planetinha e do nosso brasilzão.

Então, quando se vai comprar alguma coisa, decidam por produtos brasileiros. Ou que fiquem próximo a nós e que não seja necessário a utilização desses transportes barulhentos. Além de ajudarmos a desenvolver nosso mercado interno, estamos evitando um pouco dessa loucura que esta acontecendo nos mares desse mundão. Não custa quase nada essa atitude. Podemos sim, modificar alguns hábitos em detrimento do bem estar de todos. Afinal, TODOS os organismos estão interligados de alguma forma e a atitude de preservar os ambientes mais frágeis é uma forma de nos preservarmos. Ou seja, não estamos só defendendo a existência dos outros organismos, mas principalmente, estamos assegurando a continuidade da nossa especiezinha com o ego do tamanho do universo.

Outra dica bem legal, é comprar no armazem ou mercadinho mais próximo a nós. Assim, caminhamos e diminuimos o sedentarismo, nessa atividade estamos em contato com outras pessoas, o que nos ajuda a evitar depressão e deixamos nosso carrinho guardadinho, diminuindo o consumo de gasolina, assim sobrando uma graninha a mais no fim do mês. Vcs viram como as coisas estão interligadas?! Sim, tudo, mas TUDO mesmo esta interligado! Assistam ao filme “Ponto de Mutação” do Kapra. Muito intenso!! Um novo universo se mostrará em nossas mentes!!

Consumo…

15/06/2009 § Deixe um comentário

Pois é pessoas, assistindo aos vídeos sobre a “História das Coisas”  que aparecem no post da Ké, me fizeram perceber como somos marionetes. Po, a coisa é feita para sermos massa de manobra.

Po, o que mais me chocou, foi o gráfico aonde a moça mostra que nos últimos 50 anos o consumo triplicou e a satisfação da população americana caiu quase que na mesma proporção ao aumento do consumo. Isso é resultado daqueles senhores que fizeram com que o consumo fosse frenético! Só que o frenesi esta tão grande, que o nosso planeta, ta virando um planetinha, pois esta faltando recursos e o que é pior, os rios, o ar e as florestas estão deixando de existir. Para não falar nos oceanos. Esse sim, tem sido um dos mais afetados, mas como a mídia não fala nada, não damos a menor importância.

Infelizmente, é como a moça comenta, que não basta reciclar os produtos, mas diminuir o ritmo de consumo. Vamos forçar produtos a granel ou embalagens que sirvam para outras coisas. Chega ser um crime, quando se compra pasta de dente, que a embalagem de papel vai direto para o lixo. Não nos damos ao trabalho nem de ler o que esta escrito na caixa. Pois as mesma informações estão no tubo. Ou pelo menos é quando lemos o que esta escrito, é justamente a que esta no tubo. Então? Pra que serva essa naba de papelão? Pra nada! E assim são milhares de outros produtos com embalagens que só servem para ser colocadas no lixo!

Vocês podem até achar um contra-senso nossos posts aonde mostramos sites de produtos e tal. Mas saibam que em nenhum momento fazemos algum tipo de apologia para o consumo desenfreado. Apenas damos dicas de produtos bons com preços muito mais acessíveis!

Aqui em casa fazemos o seguinte, compramos e doamos o que não usamos mais. Então basta pensar um pouco antes de comprar. Esse lance de estar na moda é complicado, pq as peças mudam muito de um ano para o outro e as pessoas mais fraquinhas, tem que comprar tudo de novo para ficar por dentro. Ah para!! Que se fodam os outros se acharem que eu estou fora da moda!

Bom, era isso!! hehehe… Temos que pensar um pouco antes de comprar! Ou ver o quanto já temos de um determinado produto! Vamos cuidar para que a nossa Terrinha, torne-se o planeta Terra lindo e pulsante!

Moda do dia

10/06/2009 § Deixe um comentário

Rolando Fashion Rio Summer 2010. Muitos sites e blogs comentando. Altas tendências do verão…

Picture_2-607

Bom, gosto de moda. Gosto de me vestir confortavelmente. Gosto de ver coisas novas. Gosto do antigo. Gosto do velho, surrado.

E não gosto da ideia de ter um armário novo, de acordo com as coleções.

Sim, a moda é tu quem faz. Moda é mostrar tua personalidade. Moda é ver como tu és. Se ver, se enxergar.

Está se usando isso agora, diz uma vendedora. É o que mais ouço. Mas e aí? Só porque está se usando preciso muito daquela roupa? Não! Não é assim. Existem tendências, e como a palavra diz, a moda tende, mostra, pincela o que vai ser usado. Tendência. É só tendência, tu não precisas daquilo. Se quiseres, se passares na frente de uma vitrine e amar, daí sim, vai lá. Sou a favor das pessoas se sentirem bem. Tem que se sentir bem.

Aliás, é como uma casa super bem decorada. Muitas vezes olhamos, achamos lindo, mas vemos ali o arquiteto/decorador. Não vemos quem mora ali. Sabe, falta aquela personalidade!? É a mesma coisa para roupas. Falta algo quando só se usam as tendências. Falta a personalidade da pessoa.

Em um mundo onde o consumo esta exacerbado, devemos saber o que queremos e o que querem que a gente queira. Existe uma diferença gritante. E acredite, existe muita propaganda para acreditarmos que queremos tudo. Mero engano. Ter, ter, ter.

Na moda prefiro ser, ser, ser. Visto como me sinto bem. E gosto de tudo confortável. Essa sou eu. A roupa diz demais de uma pessoa. É mais uma forma de expressão. E para isso não precisamos de grifes, de roupas novas, roupas da tendência da próxima estação. Só precisa ser tu. Nada mais.

Combina contigo? Isso que importa (com gotinhas de bom senso). Besos.

Foto? Não lembro se é filme, se é o que…

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com consumo em .