Dez formas de curtir (Número 02)

03/02/2012 § 1 comentário

Sequência do post Dez formas de curtir (Número 01) sobre uma reportagem li no site da Revista Casa e Jardim e que vale muito a pena. O texto abaixo de todas as imagens é da designer holandesa Lidewij Edelkoort para a Revista Casa e Jardim, que estuda comportamento de consumo em vários países. Todas as fotos são pessoais, feitas por mim e pelo João, a maior parte da nossa casa.

“Talvez você já tenha presenciado a cena de um reencontro de pessoas queridas em um aeroporto e, mesmo sem conhecer os envolvidos, tomado aquela alegria como sua. A explicação para esse sentimento: você faz parte da grande família dos homens. Cada vez que um idoso segurar um bebê no colo ou você tocar a barriga de uma mulher grávida, ou que a mão calejada de um homem segurar delicadamente a de um menino, você vai fixar essa cena em sua mente. Pense na sua família, nos seus amigos, na necessidade que cada ser carrega de trocar experiências e de entrar em contato. Não negligencie a conexão íntima, rústica, que não passa pela palavra. Valorize a simplicidade da amizade entre todos os espíritos – até mesmo com seu cachorro, com um gatinho de rua. Apaixone-se pelo ciclo da vida e compartilhe com o outro a essência desse modo de viver. ”

Foto: esse click foi feito faz algum tempo, após uma viagem nossa para o Rio de Janeiro (por isso estamos mais coradinhos), em um inverno muito frio em Caxias do Sul. Amigos realmente fazem parte e são essenciais para a nossa vida, tanto que são nossa família. Família que a gente escolhe e não vive sem. Nossa família é bem grande, de sangue, escolhidos, caninos, etc. Uma lição muito bacana sempre é pensar que estamos todos relacionados, por isso todos seres vivos fazem parte do mesmo espaço e devem ser tratados com muito amor e educação.

Adote

28/09/2011 § Deixe um comentário

Quando eu tinha quatro anos meus pais decidiram ter um cachorro em casa. Eu era uma criança que tinha alguns medos e eles acharam a melhor opção ter um dog para minha companhia, companhia deles e para cuidar da casa. Decidiram que queriam uma cachorra de porte grande, uma pastora alemã, toda preta. Quando chegou lá na casa que morávamos, ela morria de medo de mim e eu dela. Eu tinha tanto medo que ficava em cima da mesa e ela embaixo, sem saber o que fazer. Era cômico e eu lembro bem.

Depois da Lika, nossa pastora, vieram mais seis cachorros. Adotados ou não. Alguns comprados por valores simbólicos, outros caros (na realidade somente uma, a Yorkshire). Assim posso com alguma base falar sobre a compra e a adoção de animais. Existe diferença. Eu ainda não tinha noção sobre isso, pois era muito novinha, mas com o tempo pude amadurecer e perceber o quanto nossas atitudes podem modificar tudo ao nosso redor. A atitude de cada um respinga sobre todos nós, sem pedir permissão.

Quando eu era ainda pequena, uma das nossas cachorras que adotamos estava grávida e teve nove filhotes. Nove! Gente, vocês sabem o que é colocar para adotar um cachorro sem raça? Foi o início de um processo doloroso e de amadurecimento, e pude ver ao meu redor o que estava na realidade acontecendo: eram animais sendo abandonados, machucados, sendo mal tratados, sem contar com as ninhadas que tinham aos montes na rua. A crueldade de um mundo que trata animais como objetos é pesado gente. Pude ver de perto o que acontece em canis (dogs doentes, deixados em lugares insalubres, mal tratados).

Estamos em um momento no mundo que precisamos ter consciência dos nossos atos. O que nossos antepassados fizeram está tendo o reflexo agora no mundo e não está sendo legal. Por isso, caro leitor, se quiseres ter um animal de estimação, se queres mesmo com consciência de toda a responsabilidade por outro ser vivo, adote, não compre. Se tu tiveres um cachorro de raça e quiseres cruzar, pense duas vezes. Três vezes, até quatro vezes. Existem milhares de animais abandonados, sem donos espalhados no Brasil e mundo afora, esperando por alguém bacana, e colocar mais animais no mundo somente por querer, ou ganhar dinheiro através de animais domesticados é um tanto quanto egoísta. Pense bem. 

Nada melhor do que enxergar além do próprio umbigo e sermos coerentes com tudo ao nosso redor. O mundo está em um processo de modificação e podemos melhorá-lo.

* Frase retirada de uma faixa que está na Lagoa da Conceição, aqui em Florianópolis. Antes de ver ao vivo a faixa, vi no Mãe de Cachorro. Também li um texto muito bacana no site Cachorro Verde, vale a pena ler!

** Foto cheia de pose do nosso cachorro da casa, Soho. Fez pose de triste!

Adoção de bichos

25/08/2011 § Deixe um comentário

Vamos combinar? Ter um bichinho de estimação dá trabalho, muito trabalho. E sim, gasta-se uma grana para ter eles bem. Por isso falamos que é como ter um filho, pois devemos dar atenção, brincar, educar, alimentar, dar banho, dar vacinas, cuidar nos momentos ruins. E é justamente por isso que se alguém pensa em ter um, tem que pensar muito bem. Tem que ser responsável por outro ser vivo, então pense muito bem antes de ter em casa.

E é nesse ponto que o mundo inteiro está chamando a atenção. Existem muitos cachorros e gatos sem lar hoje em dia, em todo o mundo. A venda de animais de raça se tornou uma fonte de renda para as pessoas, e na sua maior parte, não existe uma filosofia em cuidar dos animais, de ter um bem estar, ao contrário, são somente objetos para trazerem dinheiro para seus donos. Os animais se tornaram negócios e nada mais que isso. A maior parte dos animais que sei que são comprados, vem com problemas de saude, na maior parte das vezes sério. Seus donos, que compram os animais no impulso de achar bonitinho o filhote, começam a achar que o animal é muito custoso e não dão o devido tratamento ao animal. Muitas vezes, por não quererem se responsabilizar pelo animal, simplesmente o abandonam. Sim, isso acontece muito mais do que nós podemos imaginar. E é por essas e mais outras razões que somos contra a venda de animais.

Após a proibição de venda de animais em Los Angeles, agora é a vez de duas grandes redes de pet shop do Canadá a fazerem a diferença. A PJ’s Pets e a Pets Unlimited irão suspender a partir de setembro a venda de filhotes de cachorros e gatos em todas as suas lojas. Assim, incentivarão a adoção dos animais no mesmo local onde existia a venda, também distribuindo informações de conscientização sobre a importância de adotar animais, já que sem uma campanha educativa eles acreditam que não irá resolver o problema dos animais sem dono.

Esse é o futuro. Domesticamos os animais e agora eles precisam de nós. Agora vamos fazer nossa parte?

PS: As fotos acima são dos nossos dogs na primeira semana que estavam conosco! Somente a Bergamota, na foto abaixo à esquerda é que já tinha um ano, os outros eram filhotes. Os quatro foram adotados, três diretamente da rua e um da ONG Bicho do Campus, da UFRGS, em Porto Alegre.

Animais Abandonados

20/08/2010 § 4 Comentários

Já falei algumas vezes neste blog sobre a decisão de ter um cachorro ou outro animal de estimação, de adotar ao invés de comprar um, de como é trabalhoso cuidar realmente de outro ser vivo. Mas o que venho mais vendo são pessoas que abandonam seus animais ou até mesmo maltratam porque não querem mais cuidar, simplesmente isso.

Então, venho aqui escrever: se acha que não poderá cuidar, se acha que não terá condições financeiras, que não terá condições básicas para ter um animal de estimação, que não terá tempo para cuidar, NÃO TENHA. Ninguém é obrigado a pegar/adotar/comprar qualquer animal, então, por favor, não faça a maldade de abandonar por aí seu animal nem muito menos maltratar, não dar alimentação adequada, não dar atenção, nem muito menos ter o animal somente para ter.

Acho que todos podem colocar a mão na consciência e fazer uma análise antes de pegar um animal de estimação. Principalmente cachorros, que merecem uma atenção muito grande, desde filhotes com suas carências e necessidades de educação, até os mais velhinhos que necessitam atenção e cuidado com sua saúde.

Coloco um link aqui sobre um post que escrevi justamente sobre os cuidados que necessitam os animais e pequenos detalhes que certamente farão você pensar se quer realmente cuidar de outra vida. Outra vida que não fala, mas tem sentimentos e necessita da sua ajuda. Pense bem antes de pegar, pois depois é SUA OBRIGAÇÃO cuidar desta vida.

Vida Marinha

28/02/2010 § 1 comentário

Foto wikimedia commons

O ser humano é um bicho muito idiota!! Sério mesmo!! Comentando sobre o ocorrido dessa semana, em que a Orca atacou sua adestradora, os imbecis já estão com shows com as baleias!!!!!

Puxa vida, é tão evidente que a baleia está estressada por viver em um tanque como se fosse um peixinho e os caras colocam outras baleias pra fazer shows. Esses animais, que na verdade não são baleias (ou alguém já viu baleia com dentes????), são parentes dos golfinhos, devido a presença de dentes, posição das narinas, tipo de rostro (é assim mesmo) e outras posições anatômicas, são animais que fazem migrações ao redor do globo (elas passam pelo Brasil, mas lá longe, quase em águas internacionais). Agora imaginem, um bichão daqueles passar dias e dias preso dentro de um buraco, tendo que fazer coisas repetitivas e ninguém sabe se ela gosta de fato do que faz ou se ela só faz pq acha que é a única forma de conseguir comida! É óbvio que só podia dar merda. Vai saber se ela quis brincar com a adestradora de forma um pouco diferente. Pô, ninguém sabe de fato como é o humor desses bichos, então deveriam levar mais a sério a vida dos adestradores e pessoas que convivem com esses animais enigmáticos e, principalmente, a vida desses seres fantásticos!

Infelizmente é o dinheiro acima de tudo! Não sou contra o dinheiro, apenas sei o papel que ele tem nas nossas vidas. Um mero coadjuvante para trocas… pena que muitas pessoas esqueceram o que é viver em comunidade e o colocam como o “bem” mais importante, mais importante que as próprias vidas!! Pensem bem!!! A vida é curta e passa ligeiro! Podemos ter uma vida muito menos ordinária!


É pra chocar

09/09/2009 § Deixe um comentário

PERSIAwhite300

Aqui está o resto do seu casaco. Campanha do Peta contra o comércio de pele de animais. Apoiamos o Peta.  Definitivamente.

Pense muito. Pense bem

02/09/2009 § Deixe um comentário

wwf_2

Vou ser sempre contra a utilização de peles de qualquer animal para fabricação de roupas. Sempre. Não importa qual a desculpa, para mim é inadmissível. Uso a campanha acima da WWF para deixar claro o que fazemos comprando artigos com peles animais. Pensem muito antes de comprar. Pense bem.

Dentro do contexto vida animal, todos os dias venho recebendo emails de maus tratos com animais. Vou ser sincera, a maior parte nem leio mais. Não aguento ver tal brutalidade do ser humano, acaba meu dia se eu não posso fazer nada.

Então repito, se tu gostas mais ou menos de animais de estimação ou está na dúvida, não compre e muito menos adote qualquer um. Se fizeres, tens que ter certeza que irás cuidar como o animal necessita. Ok galera?

Onde estou?

Você está navegando em publicações marcadas com animais em .