História da Tatuagem

06/08/2009 § 2 Comentários

15_outubro_2008-pola

Eu e o João somos adoradores de tatuagens. Só não temos mais pois estamos nos coordenando com os inúmeros desenhos guardados, vendo qual será a próxima e guardando uma graninha, pois sabemos que precisamos de alguma… ou muita!!!

Final de semana retrasado houve uma festa bem bacana na casa de tatuagem Edu Tattoo. Não conseguimos ir, estávamos viajando, uma pena. Mas depois nos deram um livreto sobre a historia da tatuagem e achei bem bacana. Primeiro porque poucas pessoas sabem a historia da tatuagem no mundo, segundo porque pode despir alguns de preconceitos bobos relativos à arte na pele. Então vamos a pequena historinha, reduzida para este post.

1700: o termo tatuagem vem do Taiti, onde se chamava Tatau. Tatau é o som da técnica da tatuagem na época (feita com agulhas de dentes de porcos afiados, encaixados em uma vara, mergulhados em tinta preta e martelados com outra vara), que emitia o som tat-tat-tattoo-tat.

1769: James Cook, capitão inglês, conhecido por vocês, quem “descobriu o surfe”, foi quem levou para o resto do mundo o novo nome para esta arte. Ele realmente ficou impressionado com a população, que ao invés de exibirem roupas, eram cobertos por desenhos.

1879: Marinheiros levaram a nova arte para todo o mundo e o governo da Inglaterra adotou a tatuagem como uma forma de identificação de criminosos. A partir deste momento, a tatuagem tornou-se fora da lei e é aí que inicia o preconceito com essa arte, tão admirada à tanto tempo no mundo.

1959: Depois de algum tempo a tatuagem conseguiu assumir o seu papel inicial, de forma de expressão de arte e estética do corpo. No Brasil o precursor da tatuagem moderna foi Knud Harald Lucky Gegersen, ou Lucky, dinamarquês que vivia em Santos, SP.

Os propósitos, técnicas e resultados são os mais variados no mundo inteiro. Uma tatuagem não precisa necessariamente ter um significado profundo. Como outra arte, ela transmite o individual, a sintonia do corpo com a mente de cada um. Por isto, antes de fazer qualquer desenho no seu corpo, analise bem se está de acordo com o seu ideal, para depois não ter que se submeter à seções à laser para retirada ou redesenhando. E não esqueçam de fazer com profissionais sérios, bem atualizados sobre as técnicas, limpeza e traços e ouvir os comentários dos profissionais. Se ele disser que vai ficar uma m., acredite!!! E faça do seu corpo a sua arte.

Foto minha. Essa tem significado.

O valor das coisas!

16/07/2009 § Deixe um comentário

Eae galera! Bah, o tempo aqui tá uma merda!! Ótimo pra turista em busca de tempo ruim, frio e chuvoso!

Camilo

Camilo

Bom, lamúrias a parte, venho hj “escrevinhar” sobre o preço das coisas e tomarei como exemplo as tattoos! Eu e a Ké temos duas tattoos cada, por enquanto! hehe… Mas tenho visto um pessoal que tem muita vontade de fazer, mas não quer pagar o devido valor pelo trabalho.

Dudu

Dudu

Outro dia estava no Edu Tattoo, aqui em POA e vi uma mulher enchendo o saco para fazer uma tattoo elaborada, mas não queria pagar muito. Teve a cara de pau aina de dizer que no centro da cidade, ela conseguíria por menos da metade!!! Chega ser ofensivo com o profissional sério. Po, os caras tem que comprar agulhas especiais, tintas boas (pq senão a tinta espalha muito e o desenho perde a forma), lugar esterelizado e claro, o conhecimento para saber se o trabalho vai ficar bom ou não. Eu falo por todos os profissionais bons que sofrem com as pessoas que choram por preço.

Edu

Edu

Gente, preço muito abaixo é quase sinônimo de roubada! Sério!!! Vejo a Ké aqui em casa com os trabalhos. Como todos sabem, ela é designer gráfica, mas sempre tem um puta problema na hora de dar os preços. Isso que os preços dela são super em conta! Po, o foda que sempre tem esses moleques que sacam de computador e acham que sabem mexer com programas de imagens, tá… até as vezes sabem mesmo, mas não entendem do trabalho de fato, e cobram uma ninharia. Sempre tem os malas que acham um absurdo o preço. É foda, que tu acaba perdendo clientes por causa dessas fraudes. O mesmo com tatuagens. Sempre tem os carinhas que acham que sabem do trabalho, mas acabam economizando aonde não podem. No material!! Claro, que além de usarem produtos podres, não sabem desenhar direito. Ah, não se esqueçam que tattoo é para a vida toda. Imaginem um borrão no braço para o resto da vida. Os caras fazem milagres com umas tattoos tri podres de outros tatuadores. Mas nem sempre é possível arrumar o resultado da mesquinharia!

Maura

Maura

Então, eu fiz uma seleçãozinha das imagens que estão por todo post dos nossos queridos amigos do Edu Tattoo, para mostrar como é linda uma tattoo bem feita!!

Galera, então se vocês curtiram, podem ver mais imagens dos trabalhos da galera, acessando os links, que colocamos na aba de links!!! Ou então entrem no site do Edu Tattoo.

E para os trabalhos da Ké, acessem o site da krgdesign.

Lembrem-se que um trabalho bom e bem feito, vale o preço!!!

Ácido

11/05/2009 § Deixe um comentário

Gente, nas minhas viagens por blogs, sites, etc, vi uma lista muito bacana. E quem não me conhece, amo listinhas. Faço lista para tudo. Atualizo diariamente as mil listas. Amo tirar e colocar tópicos. Mas essa seria uma lista para diversão. Tomei liberdade de reproduzir aqui. O texto é da Cris Guerra, dos blogs hoje vou assim e para francisco. O texto é ácido, irônico e é para se levar na diversão, viu?

005

16 ou 17 coisas que você precisa saber sobre uma pessoa tatuada.

1. Não, ela não quer falar sobre isso.
2. Sim, ela teve coragem. Ao contrário de você, que está pensando em fazer uma tatuagem há 14 anos.
3. Não, ela não se arrependeu.
4. Ela é tatuada, não tatuadora. E não quer dar a você todas as dicas de como, onde, quando e que desenho tatuar.
5. Cuidado com perguntas do tipo “Você trabalha com tatuagem?” se não quiser ouvir respostas do tipo “Sim, eu não tiro a tatuagem para trabalhar”.
6. A não ser que pinte um clima, não saia botando a mão.
7. Não, ela não é um outdoor, nem um pássaro, nem um avião. Pessoas tatuadas não gostam de ser assistidas como se fossem um filme. Nem de ser observadas e avaliadas como num programa de calouros. Evite dar voltas em volta dela, olhando de cima a baixo.
8. Pode parecer estranho, mas, não, ela não quer chamar atenção. Pode parecer ainda mais estranho, mas as tatuagens são desenhos dela para si mesma, não para os outros. E têm muito mais a ver com o que ela quer dizer para si mesma do que para o mundo.
9. Perguntas do tipo “E essa aqui, o que significa?” só significam uma coisa: você é um chato. Gostaria de ouvir perguntas do tipo “O que significa o seu cabelo chanel?”
10. Proibido fotografar, filmar, tocar ou comer no recinto.
11. Não, ela não quer pensar em um desenho para você tatuar.
12. Sim, ela respeita se você achar ridículo. Mas nem tudo precisa ser dito. Ou ela será obrigada a opinar sobre o seu enorme brinco de pena.
13. Doeu, sim. Mas o que dói mesmo é esse seu olhar de turista.
14. Sim, ela já sabe que você é louco pra fazer uma, mas nunca teve coragem. A pergunta é: “E daí?”
15. Não, ela não tem tatuagem onde você está imaginando.
16. Sim, ela trabalha num lugar muito democrático. Ou usa terno e gravata.

Cristina Guerra

Foto: tirada por John do meu protetor.

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Tatuagem categoria em .