O Caminho Inverso

10/08/2016 § Deixe um comentário

Essa semana li uma reportagem de certa forma preocupante, mas ao mesmo tempo inquietante. O escritor norte americano Richard Louv escreveu em um livro sobre a geração de hoje e declara que ela é alienada da natureza e isso está trazendo problemas em todas as esferas da humanidade. Pois bem. Eu enxergo exatamente isso na sociedade em que vivemos. Uma alienação à tudo e todos, o individualismo, a procura pelo poder e pelo dinheiro à todo custo, à uma busca incessante pela felicidade plena, mesmo que ela não exista.

IMG_0112

Por um outro lado, vejo um recuo de todo esse pensamento. Mesmo que sejam menos indivíduos pensantes que o façam, existe um crescimento por uma mudança, por uma realidade mais viva, mais cheia de graça, dando assim uma forma muito mais orgânica da nossa vida. Muitos estão se dando conta do que estamos vivendo e sabem que se não fizermos algo agora, o futuro será deprimente, escuro e sem sentido. Os movimentos SLOW (fashion, food, etc) trazem esse novo pensamento: o que estamos fazendo? O que estamos comendo? O que estamos consumindo? Faz sentido tudo isso? Onde chegaremos com o consumo exagerado?

Pois bem. Por mais que muitas pessoas estão se distanciando da real natureza do ser humano e tendo problemas físicos e emocionais, outras estão abraçando o novo mundo. O novo mundo nada mais é do que a desacelaração, a análise de vida, a mudança de comportamento. Aí é que falo do caminho inverso. Estamos indo contra a maré, contra o que nossos avós e nossos pais compactuavam e até hoje acreditam. A busca por uma vida com sentido, mais democrática e livre é o caminho que muitos estão buscando, inclusive quem vos escreve.

O caminho inverso pode ser mais difícil em algumas etapas, a mudança sempre traz muitos questionamentos. Mas algo é certo, faz todo o sentido na vida esse caminho. Enquanto está vivendo ele, essa quebra de paradigmas mostra um futuro muito mais promissor e muito mais livre. Pense nisso: desacelerar, viver com menos, esse é o caminho.

kelly_vi

Projetinho Novo

08/08/2016 § Deixe um comentário

Olá pessoal, tudo na paz? Espero que sim!!Mesa#Pés3Seguindo a tendência natural estamos iniciando mais um projetinho com madeiras. Nas fotos podemos ver os futuros pés de uma mesa para o escritório. O tampo da mesa ainda não foi colado, pois está bem frio e o local onde eu trabalho é aberto, então imaginem o frio! Atualmente, eu e a Kelly temos uma mesa para cada um e com modelos diferentes. A dela foi comprada na Tok&Stok e a minha é de madeira reutilizada de muitos cantos diversos. Ambas apresentam profundidades diferentes também, mas mesma largura. Nas casas que moramos anteriormente as mesas ficam uma de frente para outra, agora elas estão lado-a-lado. Assim, essa nova mesa será toda de Pinus e inteiriça!Mesa#Pés2Pelo que aparece na segunda imagem é de dar medo de tanta cola que escorreu! Mas tudo é friamente calculado! Hahaha… Eu tenho visto muitos videos de marceneiros profis e eles não perdoam na cola. Pude comprovar na tabuinha que eu fiz, que depois no acabamento sai todo o excesso de cola e as partes ficam muito bem unidas. Inclusive, ficam mais firmes do que se fossem somente parafusadas! Sim, eu me espanto!! hahaha… Como disse antes, é um novo mundo esse da marcenaria!

Fiquem em paz!

joao_vi

Horta em Casa

18/07/2016 § 1 comentário

A muitos anos queríamos montar uma horta. Não só pela questão dos agrotóxicos e transgênicos, mas também pelo preço das frutas e verduras, que é um verdadeiro absurdo! Lembro quando morávamos em Porto Alegre, o preço era impeditivo, ainda mais que naquela época a Kelly recém havia montado a empresa dela e eu estava no início do mestrado. Nossa, era impossível comer bem.

Mas eis que nos mudamos para Florianópolis e tivemos o imenso prazer de conhecer o “Sacolão”!! São vários estabelecimentos por toda a cidade que comercializam frutas, verduras, legumes, frios e produtos integrais. Como os produtores vendem direto, os preços são infimamente mais baratos. Sério, é muito mais barato! Graças ao Sacolão, passamos a nos alimentar cada vez mais saudável e com muitas frutas em nosso cardápio diário.

Em Florianópolis sempre moramos em casa e nessas casas tinham pátios com grama. A partir desse momento, passamos a querer nossa horta, mas como sempre foram casas alugadas, fomos protelando, já que a necessidade por frutas e verduras havia sido sanada devido ao Sacolão e nunca sabíamos quanto tempo ficaríamos naquela casa.

Final de 2015 fizemos a mudança para Bella Torres. Aqui o espaço é bem maior!! Como não temos pressa alguma de sair daqui, começamos a colocar nosso sonho em prática, mesmo que aqui tb tenha Sacolão, fomos em busca da nossa hegemonia alimentícia! Com o passar dos dias, andando pela praia, vimos que nos terrenos baldios há muito resto de construção e principalmente madeira. Não precisamos de muito tempo para montarmos o primeiro canteiro!!

Horta

Atualmente são quatro canteiros e mais os tomateiros que eu os planto em covas diretamente no solo. Ainda é o meu primeiro ano como “agricultor” doméstico, ainda estou aprendendo os segredos e pretendo compartilhar com vocês as aventuras na nossa “lavoura”! Ah, na nossa horta tudo é orgânico, ou seja, não entra nada de agrotóxico para eliminar lagartas, borboletas e afins.

Fiquem em paz, meu amigos!

joao_vi

Bicicleta reciclada

03/02/2012 § 4 Comentários

E o mundo descobriu a bicicleta. Ou melhor, o Brasil. Enquanto que em muitos países já chegaram faz bastante tempo na conclusão que os carros ocupam muito espaço, são caros e transformam o trânsito em algo caótico, o nosso país começou a abrir os olhos para todos os outros meios de transporte que existem. Sou super fã de metrô e sei que vai levar um bom tempo até que eu more em um lugar que não necessite de carro para transporte. E a bicicleta? Ora, acho bacanérrimo, mas andar no meio de carros desgovernados não é o meu chão. Em uma ciclovia sim, ou com motoristas conscientes a coisa muda de figura. Acredito que estamos nos encaminhando para isso.

Outro dia fui no supermercado e tinha zilhões de bicicletas à venda. O preço me assustou. Bicicletas lindas, estilosas e muito caras. Como não sou esportista, não necessito de uma que custe tantos zeros na minha conta. Então, quando vi essa bicicleta em particular amei! Que tal, uma bicicleta de criação totalmente brasileira feita de material reciclado? O quadro (peça que fica entre as rodas) é feito com garrafas pet, embalagens de shampoo e peças de geladeira! Esse processo leva 2 minutos e utiliza duzentas garrafas pet.

A bicicleta foi desenvolvida pelo artista plástico Juan Muzzi. Segundo o criador: “a bicicleta é mais resistente, flexível e barata porque o plástico não enferruja e a fabricação transforma resíduos em um novo produto”. E o mais bacana: a bicicleta (pelo que entendi o quadro) chamada de Muzzi Cycles custa R$250,00 e o restante é só customizar!

O site: Muzzi Cycles.

Enquanto isso, em uma ilha da Dinamarca

01/02/2012 § Deixe um comentário

Enquanto muitas pessoas discutem em todos os cantos desse Brasil qual deveria ser a energia de tal lugar, o que seria, o que não seria, a Dinamarca dá show. Em uma ilha do país, Samso, com 4 mil habitantes, produz 100% da energia que consome com fontes renováveis.

Olha que bacanésimo: de cada 10 casas da ilha, 07 usam energia eólica ou solar para produção de energia. E de toda essa energia, o excedente é repassado para diversos meios, como exportação por meio de cabos submarinos para o continente. O lucro dessa energia limpa, mais ou menos 80 milhões de reais por ano,  é investido em obras sociais. E tudo isso começou com um concurso do Ministério de Ambiente e Energia da Dinamarca. Samso ganhou em 1997 e recebeu mais tarde financiamento para o projeto e assim foram instaladas 21 turbinas eólicas em terra e em alto mar.

Não tem jeito, os países escandivanos nos dão um tapa com luva de pelica na sua atitude com o meio ambiente. Tiro o chapéu. Muitas vezes. Será que é tão difícil analisar e vermos um pouco mais à frente, um pouco além dos nossos narizes o futuro maravilhoso que deixamos de lado devido a ignorância e principalmente a ganância do ser humano??

Quer ler mais? No site da Super tem. Foto sxc.

Embalagens perfeitas

13/10/2011 § Deixe um comentário

Não sei porque não temos mais embalagens com menos informação, modernas e ao mesmo tempo comunicando sem excessos. Sou fã, realmente. Assim como outros materiais gráficos afins. Lembro de um dia ir no supermercado em Porto Alegre e ver muitas embalagens de sal. Uma, somente uma me chamou a atenção. Era transparente, e como o sal é branco, ficou aquela embalagem super branca com a descrição somente bem na base dela. Se não me engano era em laranja e azul. Simples assim.

Então quando vi essa embalagem de mel, lembrei do sal lá do super em Porto. Adoro mel, adoro embalagens feitas com vidro e a identidade visual dela para mim ficou perfeita. Simples e comunicando diretamente ao consumidor. Quem desenvolveu também quis dar um ar mais medicinal, que se tratando de mel nada mais verdadeiro.

Lindo. Suspiro por embalagens assim, bonitas, mas que também são feitas para ter uma vida prolongada, já que podemos reutilizar após o uso do produto.

Vi em Lovely Package.  A embalagem foi desenvolvida por TKTJ Design, dos Estados Unidos.

Desde os tempos nórdicos

22/09/2011 § Deixe um comentário

Em poucos momentos mesmo não gosto da madeira para decoração. Meu caso de amor mesmo pela madeira começou a ficar mais sério depois que fui morar na Noruega. É galera… para quem aqui é novo, morei um ano por aquelas bandas geladas, de 1998 até 1999. E é justamente por lá que aprendi a combinação clean+madeirão para casa. A galerinha nórdica é campeã em objetos, decoração, desenhos limpos, com linhas retas, jogando com a natureza de forma exemplar. Eles realmente sabem fazer uma ótima harmonia e não tem medo de arriscar no faça-você-mesmo em casa. Aprendi muito com eles e continuo aprendendo, já que cada vez mais o design escandinavo tem se destacado no mundo.

E a madeira pode ir em tudo em uma casa? Claro, sempre dando preferência à madeiras de demolição ou móveis de garimpo, móveis antigos que podemos encontrar em tudo o que é brique/móveis usados, ou madeira reflorestada. Abaixo algumas ideias, somente algumas, já que realmente podemos fazer de tudo um muito!

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Sustentabilidade categoria em .