Receita: Pizza

16/08/2016 § Deixe um comentário

Pizza

Olá pessoal! Tudo na paz?? Espero que sim!!

Uma das coisas que mudou pra sempre quando fomos morar em Florianópolis foi a forma de encarar a comida. Lá as casas, em geral, são construídas com cozinha americana e com bancada dividindo a sala da cozinha, o que gera uma integração bacana com quem cozinha e com que está na sala. Lembro que em Porto Alegre eu me sentia em um vazio existencial por ficar sozinho. Outra, dá para ver ou escutar a TV e assim, vou praticando meu inglês, já que não assistimos à TV nem aberta e nem paga, apenas aos nossos seriados via Netflix ou streaming compartilhado. No Santinho ainda, comecei a testar receitas de pizza, porque honestamente, eu não pago 40-50-60 reais por uma pizza, que é basicamente pão, molho e queijo. Sob esta verdade, arregacei as mangas e literalmente coloquei as mãos na massa.

Lembro que testei várias receitas e muitas pizzas não ficaram boas até que um belo dia descobri a forma que gostamos dela. Hoje em dia, quem vem comer aqui em casa é recebido com uma pizza caseira. Sempre as faço e o pessoal adora!

A minha receita é muito simples, eu coloco aproximadamente 6 à 7 colheres de sopa de farinha (cada colherada é bem cheia), geralmente são de 4 à 5 de farinha integral e sempre duas de farinha branca, uma ponta da colher de sopa de sal (a pontinha mesmo) e uma colher de sopa de fermento biológico seco. Misturo tudo e acrescento água morninha à mistura e vou amassando tudo com as mãos. O ponto da massa é aquele em que ela está quase grudando nas mãos, ou seja, tem que ser uma massa bem macia. Eu não costumo deixar a massa crescer, eu a abro com rolo e sempre deixo bem maior que a forma para que eu possa fazer a bordinha, que adoramos muitooo! Coloco no forno por uns 15 minutos para dar uma pré-assada. Depois disso monto com molho e o que a imaginação mandar e também o que tiver na geladeira. O sabor da pizza da foto é uma marguerita estilizada, com cebola embaixo do queijo! Amamos cebola, eu coloco em tudo!! Hahaha… Nessa não teve manjericão, mas às vezes eu coloco sálvia e manjericão bem picadinhos na cebola e levo ao forno para assar. O aroma e o sabor são absurdos!! Uma delícia…

Espero que gostem!

joao_vi

 

Pasta de Ricota

20/07/2016 § Deixe um comentário

Bom, como vocês puderam perceber com o post anterior sobre a horta, nós adoramos tudo o que é menos industrializado possível! Aqui em casa não jantamos comida muito elaborada, gostamos de fazer lanche. Nós fazemos o nosso pão com farinha integral, costumo colocar chia ou linhaça com levedo de cerveja ou quinoa e por aí vai. No entanto, comprávamos requeijão ou aqueles queijinhos processados com sabores diversos, mas com o passar do tempo fomos nos sentindo incomodados com aquilo. Eis que um belo dia a Kelly viu em algum site que não lembro mais, alguém postou uma receita de pasta de ricota e resolvemos testar. Dito e feito, adoramos!! Nisso são quase um ano que fazemos a nossa pastinha. Hoje então, gostaria de dividir com vocês uma que eu fiz ontem, que eu achei boa demais! Claro, como muito nesta vida, a receita que eu passarei, cheguei sem querer!

Nós normalmente fazemos o rancho uma vez ao mês, já que fazemos as nossas compras em um município próximo, Sombrio-SC, onde tem um grande estabelecimento comercial e com preços acessíveis. Então compramos sempre o equivalente ao número de semanas, neste caso são 4 ricotas. Sempre as congelamos e a medida que a nossa pasta acaba, eu descongelo e faço. Ontem na correria, eu esqueci de descongelar e na hora da janta não tinha pasta!! Bah, fiquei de cara… Pensei um pouco em outras soluções e em um lampejo divino peguei uma travessa e coloquei a ricota junto de uma cebola média cortada em tiras, quatro dentes de alho com casta e quatro tomates pequenos bem vermelhos cortados em quatro pedaços. Coloquei azeite e larguei no forno tudo. Deixei até que os tomates estivessem bem macios e a cebolinha mais douradinha (levemente). Tirei tudo do forno e a ricota estava lá bem bonita, descongelada e inteira! Coloquei tudo dentro do processador. Nesta parte eu usei o caldo de uma conserva de pimenta que eu fiz aqui, mais uns temperos (Mr. Dash – Italian Blend) e duas pitadas de sal. Liguei o processador e deixei tudo bem misturado até formar uma pasta. A nossa pasta fica ainda com alguns pedaços de cebola e tomate.

Creme de Ricota com tomate e cebola assados

Creme de Ricota com tomate e cebola assados

Nossa, ficou muuuito BOOOM! Simples, relativamente rápido e fácil! Fica uma delícia para comer em sanduíches ou aperitivos com torradinhas ou com qualquer outra coisa que vocês queiram! As vezes eu parto uma abobrinha ao meio e coloco bastante desse creme. Deixo no forno gratinando com queijo em cima, fica ótimo tb!

Fiquem em paz!

joao_vi

Drinks

08/08/2011 § Deixe um comentário

Faz algum tempo que estava zanzando na internet procurando receitas de drinks e achei essas imagens bacanas, muito bem ilustradas de bebidas fáceis de fazer! Achei muito legal e guardei na minha pasta de receitas. Taí uma dica legal para quem quer mudar um pouco os drinks em casa, principalmente que daqui a pouco começa a esquentar um pouquinho mais (aqui em Floripa também faz frio gente, não tanto quando no Rio Grande do Sul, mas já sofri nesse inverno viu?) e surgem mil invenções e disposição para algo diferente!!!!!

Infográfico de Fábio Rex.

Bolo de Cacau

27/07/2011 § Deixe um comentário

Depois de muitos meses, voltamos de fato escrevendo neste blog. É como começássemos de novo. Novas teorias, novas manias, muitas ideias para o blog, textos metralhando nossas mentes. Mas bacana também é voltar mostrando coisas simples, como receitas de bolos perfeitos. Acima uma receita perfeita. Nunca vi um bolo fazer tanto sucesso quanto este aqui em casa! É muito simples, mesmo! A única sacada é colocar cacau, nada de chocolate em pó. O bolo fica molhado no centro, super gostoso!!!!!

Façam, vale a pena mesmo. E prometo que agora voltamos mesmo para nosso querido blog!

Receita: Ambrosia

06/09/2010 § 2 Comentários

Gosto de receitas fáceis, que não são complicadas, que tem um custo benefício bacana. Não sou chef, nem perto disto, gosto de fazer comidas que tenham um resultado descomplicado, sem firulas. Sem essa de firulas, de ingredientes que não acho em lugar algum ou que custem o olho da cara. Bacana é fazer simplesmente uma cozinha descomplicada, assim como na vida, deixando mais leve, saborosa e com um toque pessoal.

Ambrosia sempre achava que era um doce dificílimo de fazer. Até ver que não é um bicho de sete cabeças, ao contrário. A única coisa é que demora sim um tempinho para ficar pronto (mais ou menos uma hora), mas vale tudo o que se espera: fica maravilhoso. Esta receita abaixo é como fizemos, com um detalhe: colocamos cravos. Uns dois cravos já basta para dar um gosto tri bom. Ou também podes raspar laranja (prefiro do que limão, pois o limão tende a ressaltar muito o gosto dele e sempre me parece um pouco artificial), assim o doce fica com um fundinho de ácido.

Faça sem medo. Copie, cole, desfrute. A receita tirei da nestlé.

Receita de Brownie

06/08/2010 § Deixe um comentário

Tinha uma época que o João fazia bolinhos de banana deliciosos. Vendeu muito em Porto Alegre, Caxias e interior do RS. Mas o que pouca gente sabe é que logo que ele iniciou vendendo essas gostosuras, ele também fazia brownie e muffins. E eram bons, tri bons. Com o tempo, ou melhor, a falta dele, o João ficou somente nos bolinhos de banana naturais. E as receitas de brownie e muffin ficaram de canto. Tão de canto que perdemos.

No final de semana que passou quis fazer novamente brownie e fui à busca de uma receita boa, que não precisássemos comprar nada, com ingredientes que tínhamos em casa. Acabei fazendo a receita abaixo. E nossa, nem eu lembrava como tinha saudades desse brownie! Ficou muito parecido com o que o João fazia ou até melhor!!!!!

E não te estressa se não tiver nozes. Fica ótimo também sem! Clica em cima que fica maior, viu?

Bolo Clássico de Cenoura

09/07/2010 § Deixe um comentário

Quem quando menor não ia até a casa de um amigo e tinha aquele bolo de cenoura maravilhoso te esperando? Pois para mim era sempre uma deliciosa surpresa. Agora com uma cozinha em tamanho bacana, estou curtindo e me especializando em bolos e o John em comidas salgadas. Estou descobrindo um prazer que nem sabia que existia! E por mais simples que essas receitas que fazemos sejam, dá muito gosto conseguir fazer de um jeito bacana! Então, depois de uma longa data resolvi fazer esse bolo e não é que ficou tri bom? E foi super nostálgico. Super mesmo.

Pra deixar mais saudável, na massa dá para colocar aveia, uma xícara. Ao invés de óleo, sempre uso manteiga. Ah, clica que fica maior viu??? Bjs

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Receitas categoria em .