Interações, elas são importantes

02/08/2016 § Deixe um comentário

Ola pessoal, tudo me paz? Hoje farei uma aulinha de ciências com um dos temas que eu mais adoro, interações!!

Na natureza, temos a tendência de achar que tudo é guerra, onde tudo se resumo a presa versus predador, mas não é!? Mas a grande maioria das interações são benéficas, onde os indivíduos que interagem entre um e outro recebem benefícios. Mas como assim?! É simples, as interações podem ter benefício aos ambos envolvidos, podendo ser uma união para sempre ou momentâneas. Os exemplos podem ser extremos, desde as bactérias que vivem associadas em nosso intestino, cuidando da nossa digestão e absorção dos nutrientes (por isso antibiótico pode ser um verdadeiro veneno para nós, mas isso é um assunto para mais adiante), desde os famosos corais recifais que vivem em simbiose com minúsculas algas e associações como as das duas fotos.Surgeon + CleanerImagem 1: Cirurgião Azul e Elacatinus figaro (Amarelinho com preto) – Foto feita no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos

Nesta imagem 1 podemos ver o peixe azul, chamado de Cirurgião Azul (Acanthurus coeruleus) sendo limpado pelo peixinho menor (Elacatinus figuro). Esse tipo de interação é conhecida como limpeza (cleaning em inglês). É comum com algumas espécies de peixes em estágios juvenis, eles realizam a limpeza nos maiores. Também é comum alguns camarões realizarem limpeza em peixes, inclusive em móreas! Outro exemplo, são os peixinhos que ficam na barriga dos tubarões e arraias, chamados de rêmoras, elas apresentam modificações na cabeça e assim, elas podem ficar ligadas a estes peixes, se alimentando das sobras, mas neste caso, o beneficio é para as rêmoras, já que elas não fazem nada aos tubas e arraias.

Dragmacidon+ParazoanthusImagem 2: Zoantídeo (tentáculos laranjas) vivendo sob a esponja (vermelha). Foto feita na Ilha do Xavier, Florianópolis.

Na imagem 2, temos animais invertebrados (não possuem coluna vertebral como peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos). O bichinho com tentáculos laranjas são conhecidos como zoantídeos e o nome científico dele é Parazoanthus swiifti. Ele está vivendo sob uma esponja-do-mar. O nome dessa esponjinha é Dragmacidon reticulatus.  Nesta associação, o zoantídeo tem benefício, pois busca proteção na esponja, já que as esponjas são conhecidas por terem pouquíssimos predadores, muito por causa dos compostos químicos que elas produzem para se defenderem. Afinal, elas não conseguem correr! Esse tipo de associação é o mais comum no ambiente marinho, já que lugar para a ocorrência dessas espécies sedentárias (animais que ficam fixos em um único ponto, sem que haja locomoção, como as árvores) é um recurso escasso, todos os lugares que existem no fundo do mar, já estão ocupados, então as espécies precisam encontrar uma forma de ocorrerem e se alimentarem, sem que haja uma verdadeira guerra!

Abrolhos#Cliona kicking coral assImagem 3: Esponja (laranja) perfurando de dentro para fora o coral cérebro (Mussismilia brasiliensis). Foto feita no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, Bahia.

Mas claro, também temos interações de competição como a desta imagem 3, onde esta espécie de esponja de um grupo específico (laranja, Cliona delitrix) só ocorre onde têm animais com esqueleto de carbonato de cálcio (muito parecido com o material que formam os nossos ossos), como este coral (Mussismilia braziliensis). A esponja para poder ocorrer nos ambientes, precisa perfurar os corais ou conchas de moluscos. Isso ocorre na fase de larva da esponja. Sim, as esponjas têm uma fase de larva!! Então, a esponjinha vai se desenvolvendo e dissolvendo esse cálcio, tornando-o disponível no ambiente e ajudando outros animais que precisam do cálcio para crescerem. A medida que vai crescendo, ela vai tomando conta do lugar onde estava o coral. Para o coral em si é muito ruim, mas essa liberação do cálcio é importante para o ambiente, então por favor, não vejam com maus olhos. Para que haja equilíbrio no ambiente, é importante que exista um pouco de caos.

Espero que tenham gostado!

Fiquem em paz!

joao_vi

Anúncios

Balneário Bella Torres

27/07/2016 § Deixe um comentário

Nossa Prainha querida!

Ao fundo a Praia de Torres, já no Estado do Rio Grande do Sul. Do lado de cá é Santa Catarina! O litoral, principalmente abaixo de Laguna, ou seja, de Laguna até o extreme sul no Chuí, o litoral é caracterizado por esta planície reta entre o mar e a restinga.

Prainha+Torrica#3

As únicas formações rochosas que tem neste caminho, aparecem ali em Torres. As únicas falésias nessa porção do litoral. De laguna “pra cima” (em direção ao norte do Brasil) a costa é toda recortada com baías que formam enseadas de mares calmos. Claro, no nordeste existem grande extensões sem morros nas praias, mas nada comparado aqui no Sul, onde a única fisionomia é essa, de uma grande reta. Como não existem recifes como quebra mar e nem costões para a existência de baías calmas, o mar é aberto com muito vento e ondas agitadas. Mas nem por isso deixa de ser belo e sim, torna-se uma beleza peculiar, ao qual somos apaixonados! Afinal, em todos esses cenários existe um astro maior, o MAR!

Mar PB

Por isso, quando você jogar qualquer coisa pelo sanitário ou ralo, saiba que o destino final de todos os dejetos, é o mar. Ele se junta ao mar através dos Rios. Os rios vão se unificando até a chagada ao mar, como o sangue que saí dos capilares, passando pelas vênulas e veias do nosso sistema circulatório, onde o destino final do sangue são os pulmões. A água percorre sempre do menor para o maior e o ponto final é o mar! Por isso que excesso de agrotóxicos, poluentes industriais e dejetos das residências influenciam os nossos oceanos e a saúde dos nossos mares.

Fiquem em Paz!

joao_vi

Horta em Casa

18/07/2016 § 1 comentário

A muitos anos queríamos montar uma horta. Não só pela questão dos agrotóxicos e transgênicos, mas também pelo preço das frutas e verduras, que é um verdadeiro absurdo! Lembro quando morávamos em Porto Alegre, o preço era impeditivo, ainda mais que naquela época a Kelly recém havia montado a empresa dela e eu estava no início do mestrado. Nossa, era impossível comer bem.

Mas eis que nos mudamos para Florianópolis e tivemos o imenso prazer de conhecer o “Sacolão”!! São vários estabelecimentos por toda a cidade que comercializam frutas, verduras, legumes, frios e produtos integrais. Como os produtores vendem direto, os preços são infimamente mais baratos. Sério, é muito mais barato! Graças ao Sacolão, passamos a nos alimentar cada vez mais saudável e com muitas frutas em nosso cardápio diário.

Em Florianópolis sempre moramos em casa e nessas casas tinham pátios com grama. A partir desse momento, passamos a querer nossa horta, mas como sempre foram casas alugadas, fomos protelando, já que a necessidade por frutas e verduras havia sido sanada devido ao Sacolão e nunca sabíamos quanto tempo ficaríamos naquela casa.

Final de 2015 fizemos a mudança para Bella Torres. Aqui o espaço é bem maior!! Como não temos pressa alguma de sair daqui, começamos a colocar nosso sonho em prática, mesmo que aqui tb tenha Sacolão, fomos em busca da nossa hegemonia alimentícia! Com o passar dos dias, andando pela praia, vimos que nos terrenos baldios há muito resto de construção e principalmente madeira. Não precisamos de muito tempo para montarmos o primeiro canteiro!!

Horta

Atualmente são quatro canteiros e mais os tomateiros que eu os planto em covas diretamente no solo. Ainda é o meu primeiro ano como “agricultor” doméstico, ainda estou aprendendo os segredos e pretendo compartilhar com vocês as aventuras na nossa “lavoura”! Ah, na nossa horta tudo é orgânico, ou seja, não entra nada de agrotóxico para eliminar lagartas, borboletas e afins.

Fiquem em paz, meu amigos!

joao_vi

Novos ares!

01/06/2011 § Deixe um comentário

Então pessoas desse Brasil! Bom dia!!

Gostaria de pedir, a vocês leitores, desculpas pelos poucos posts desde o nosso regresso! Mas estamos em fase final de mudança!!! Sim, desde que chegamos a Florianópolis estamos morando no Santinho e lá se vão 1 ano e meio aqui. Sabe quando chega aquele momento em que dizemos “chega!”, pois é, esse momento bateu em nossa porta a 3 semanas.

O Santinho tem uma das praias mais lindas do litoral brasileiro, sério! É lindo, a água sempre limpa, porém revôlta. E tem o maior Resort de praia do Brasil, o Costão do Santinho. Tirando isso, o bairro se torna um pouco instável. Infelizmente, vem muitas pessoas que não agregam qualidade. Sabe aqueles que vem só pra extrair do local e não agregar? Pois é, aqui é um pouco assim e as relações entre vizinhos se tornam muito complicadas, ainda mais quando se perde a possibilidade de diálogo pacífico.

Então, eis que surge o Rio Tavares, um bairro 30km mais próximo do centro do que o que morávamos e muito charmoso! Apesar de algumas ruas ou servidões (ruas sem saídas, muito característico da ilha) sem calçamento, as casas são muito bonitas e existe organização nas ruas. Mas o principal, nossos amigos todos moram por ali, o que nos fará mais integrado! Estamos muito contentes, apesar da casa ser um pouco menor, mas é novinha e ninguém morou lá ainda. Sim, moramos de aluguel! É muito interessante essa vida, pois temos maior mobilidade e mais escolhas. Claro, sempre há os dois lados. Para nós por hora esta ótimo!

Então…provavelmente, esse será o único post da semana. Ainda pretendo falar muuuito mais da Ilha e dos lugares bacanas pra ir! E principalmente, dos lugares legais pra mergulhar! Estou colocando umas fotinhos minhas para alegrar um pouco!

Abraço a todos!!!

Cavalo Marinho – Ilha do Campeche – Florianópolis

Peixe-Borboleta juvenil – Ilha do Xavier – Florianópolis


É isso que nós queremos?

16/06/2010 § Deixe um comentário

Fala People!

Eae o que acharam do joguinho da seleção? Confesso a vocês que eu curti! Primeiro jogo com vitória é muito bom! Podem até pensar quem é a Coreia do Norte, mas eu realmente acredito que hj em dia, não existe mais seleção ingênua como antigamente. Agora a coisa é diferente. Por isso tantos zero-a-zero e um-a-um.

Bom, mas o post de hj é sobre o vazamento de petróleo! É impressionante! Estava lendo a Reuters e li que a solução final para o problema só ficará pronta em agosto!!! Até lá serão 60 mil barris de petróleo jogados no mar!!!!!!!!!! Agora resta saber se realmente destinarão 20 bilhões de dólares para pagamento dos prejuízos!

Por isso é importante prestar a atenção se é realmente necessário utilizar o carro para percursos curtos. Ou quem sabe pegar um ônibus para o trabalho, escola ou mesmo diversão. Uma boa ideia é dar carona! Pô, em Porto Alegre sempre vejo os carros com apenas uma pessoa! E o resultado disso??? Milhares de carros e um transito absurdooo!!!  Vamos dar carona! Mesmo que saia um pouco da rota, ninguém morrerá e o volume de carros diminuirá absurdamente! No laboratório que eu trabalho aqui na UFSC, o pessoal reveza a vez quem leva! Assim, é um carro para 4 pessoas! É muito interessante mesmo! Aqui andamos muito de ônibus! No fim, quando se dá carona ou utiliza o transporte públicomenos carro, menos petróleo e menos petróleo, menos horrores como esses que nós vemos!

Fonte: viajeaqui Abril

Pessoal, sempre lembre disso: AÇÃO = REAÇÃO! Qualquer ação nossa, desencadeará uma reação. Assim, se nós só pensamos em nós mesmos, a reação será uma sociedade desunida com alto grau de violência e desrespeito onde um sempre tentará levar vantagem sobre o outro. Isso parece familiar para vocês?? Pois é, isso realmente NÃO É POR ACASO!!!!

Se cada um fizer um pouco, o resultado será muito! Semana que vêm, falarei um pouco sobre esse negócio de “individualidade”.

G10 debaixo dágua!

08/06/2010 § 2 Comentários

Olá Pessoas amadas!

Pois bem, eu havia prometido um post sobre as fotos subaquáticas com a G10. Eis que aqui estou trazendo algumas fotinhos do mundo marinho! Gente, essa máquina é 10! Tracadilhos à parte, realmente, ela é uma maquininha muito boa mesmo!

Como eu havia comentando aqui no post G10, ela é uma compacta, porém com funções de profissional. Realmente, ela tem uma porrada de ajustes, que eu ainda não mexi! Hehehe… Claro, que eu tive muitas dicas da Ké para imagens fora d’água e outras milhares com o João Paulo Cauduro Filho. Sim, as dicas foram imprescindíveis.

Mas como eu ia dizendo, a G10 é ótima porque tu podes controlar o nível do flash debaixo dágua. Só tem uma coisa que eu não curti muito, é o fato de tu não poderes controlar a velocidade e abertura do diafragma com a caixa estanque, assim tu tens que descer com os ajustes já feitos fora dágua e ajustar a potencia do flash na hora da foto. Tenho visto algumas fotos com flash de outras máquina compactas e o resultado não se compara ao da G10, pois tu pode ajustar a velocidade e assim fica mais difícil de tremer a imagem. E nas outras, há apenas o modo automático ou coisa parecida, então pra usar o flash dificulta um pouco.

Então fica a minha dica aqui! G10 na cabeça!!!

Trilogia do alerta

03/03/2010 § Deixe um comentário

Estou nessas de trilogia da não trilogia, quando vejo um filme começo a pegar o link com outro, mesmo se é totalmente diferente o enredo, mas com uma ligação pequena entre eles já basta para eu fazer essas trilogias. Mas a trilogia de hoje é diferente. O tema central que está nos três filmes é o meio ambiente, a terra.

Ando lendo bastante (pra variar) sobre o futuro da terra… cada vez mais fico preocupada e constrangida com pessoas que custam a acreditar que estamos no início do fim. Sim, porque se continuarmos consumindo dessa forma, poluindo, dando à mínima para o coletivo, esse é o fim bem próximo.

Affff… mas ainda acredito que as pessoas acordarão.

Se não acredita, ou se acredita, se quer fazer a diferença, se quer ficar mais perto do que pode acontecer conosco, ou com teu filho, veja:

The 11th hour (A última hora). Documentário produzido por Leonardo DiCaprio. Com certeza Verdade Inconveniente é um ótimo documentário, um dos melhores sobre o tema, mas a última hora é também bom. Um bom início para o alerta.

City of Ember (Cidade das Sombras). Eu curti horrores esse filme. Acabei de rever. Uma cidade escondida, construída para sobreviver e ter, no futuro, quem sabe, uma terra mais limpa, perfeita.

Wall-E. Além de ser um super, espetacular filme, wall-e e eva, mostra a dura realidade de uma terra acabada, destruída pelos seres humanos.

Dá vontade de gritar e pooooo, galera aí, vocês mesmo, da rua, se liguem, os recursos estão acabando, o mundo está acabando e ninguém vai fazer nada? Na realidade, a espécie humana que irá acabar. Sim, porque a terra, sozinha, sem nós, conseguirá dar a volta por cima. Mas seremos extintos. Se liguem. É real.

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Naturaleza categoria em .