Interações, elas são importantes

02/08/2016 § Deixe um comentário

Ola pessoal, tudo me paz? Hoje farei uma aulinha de ciências com um dos temas que eu mais adoro, interações!!

Na natureza, temos a tendência de achar que tudo é guerra, onde tudo se resumo a presa versus predador, mas não é!? Mas a grande maioria das interações são benéficas, onde os indivíduos que interagem entre um e outro recebem benefícios. Mas como assim?! É simples, as interações podem ter benefício aos ambos envolvidos, podendo ser uma união para sempre ou momentâneas. Os exemplos podem ser extremos, desde as bactérias que vivem associadas em nosso intestino, cuidando da nossa digestão e absorção dos nutrientes (por isso antibiótico pode ser um verdadeiro veneno para nós, mas isso é um assunto para mais adiante), desde os famosos corais recifais que vivem em simbiose com minúsculas algas e associações como as das duas fotos.Surgeon + CleanerImagem 1: Cirurgião Azul e Elacatinus figaro (Amarelinho com preto) – Foto feita no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos

Nesta imagem 1 podemos ver o peixe azul, chamado de Cirurgião Azul (Acanthurus coeruleus) sendo limpado pelo peixinho menor (Elacatinus figuro). Esse tipo de interação é conhecida como limpeza (cleaning em inglês). É comum com algumas espécies de peixes em estágios juvenis, eles realizam a limpeza nos maiores. Também é comum alguns camarões realizarem limpeza em peixes, inclusive em móreas! Outro exemplo, são os peixinhos que ficam na barriga dos tubarões e arraias, chamados de rêmoras, elas apresentam modificações na cabeça e assim, elas podem ficar ligadas a estes peixes, se alimentando das sobras, mas neste caso, o beneficio é para as rêmoras, já que elas não fazem nada aos tubas e arraias.

Dragmacidon+ParazoanthusImagem 2: Zoantídeo (tentáculos laranjas) vivendo sob a esponja (vermelha). Foto feita na Ilha do Xavier, Florianópolis.

Na imagem 2, temos animais invertebrados (não possuem coluna vertebral como peixes, anfíbios, répteis, aves e mamíferos). O bichinho com tentáculos laranjas são conhecidos como zoantídeos e o nome científico dele é Parazoanthus swiifti. Ele está vivendo sob uma esponja-do-mar. O nome dessa esponjinha é Dragmacidon reticulatus.  Nesta associação, o zoantídeo tem benefício, pois busca proteção na esponja, já que as esponjas são conhecidas por terem pouquíssimos predadores, muito por causa dos compostos químicos que elas produzem para se defenderem. Afinal, elas não conseguem correr! Esse tipo de associação é o mais comum no ambiente marinho, já que lugar para a ocorrência dessas espécies sedentárias (animais que ficam fixos em um único ponto, sem que haja locomoção, como as árvores) é um recurso escasso, todos os lugares que existem no fundo do mar, já estão ocupados, então as espécies precisam encontrar uma forma de ocorrerem e se alimentarem, sem que haja uma verdadeira guerra!

Abrolhos#Cliona kicking coral assImagem 3: Esponja (laranja) perfurando de dentro para fora o coral cérebro (Mussismilia brasiliensis). Foto feita no Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, Bahia.

Mas claro, também temos interações de competição como a desta imagem 3, onde esta espécie de esponja de um grupo específico (laranja, Cliona delitrix) só ocorre onde têm animais com esqueleto de carbonato de cálcio (muito parecido com o material que formam os nossos ossos), como este coral (Mussismilia braziliensis). A esponja para poder ocorrer nos ambientes, precisa perfurar os corais ou conchas de moluscos. Isso ocorre na fase de larva da esponja. Sim, as esponjas têm uma fase de larva!! Então, a esponjinha vai se desenvolvendo e dissolvendo esse cálcio, tornando-o disponível no ambiente e ajudando outros animais que precisam do cálcio para crescerem. A medida que vai crescendo, ela vai tomando conta do lugar onde estava o coral. Para o coral em si é muito ruim, mas essa liberação do cálcio é importante para o ambiente, então por favor, não vejam com maus olhos. Para que haja equilíbrio no ambiente, é importante que exista um pouco de caos.

Espero que tenham gostado!

Fiquem em paz!

joao_vi

Orgulho da casa!

29/09/2011 § 5 Comentários

Vocês sabem que o João, o outro escritor deste blog e meu marido, curte muito fotografia. Eu gosto muito, mesmo, mas deixei essa minha paixão para somente hobby, enquanto que o João começou a levar mais a sério e começou a estudar (livros, conversar com outros fotógrafos, etc) e praticar que nem louco.

Pois tenho muito orgulho de escrever aqui que, dia 27 de setembro de 2011, João ganhou no I Prêmio de Fotografia – Ciência e Arte do CNPq, o 2º Lugar na Categoria 2: Ambiente Externo e Paisagem Natural: animais, plantas, fotomacrografia. A foto é esta acima, com o título: Esponjas marinhas do Sul do Brasil: Comportamento e Distribuição, Santa Catarina, Brasil.

Não é o máximo???? Foi uma super alegria e com certeza virão muitas fotos lindas e maravilhosas como esta acima!

Quer saber mais? Clica aqui, site do CNPq.

Biodiversidade Marinha

02/08/2011 § Deixe um comentário

home Biodiversidade Marinha

E ae povo!

Então, todos sabem que eu trabalho com biologia e com esponjas, mas nunca mostrei nada exatamente sobre o meu trabalho mais especificamente. Então tá, segue aí o site do projeto Biodiversidade Marinha de SC, onde eu estou engajado no Laboratório de Biodiversidade Marinha da UFSC, coordenado pelo Prof. Alberto Lindner. O site foi criado pela mente criativa e brilhante da Kelly! Olhem só, também nunca havíamos mostrado nada da Kelly! Acima a imagem da home do site.

As fotos do site são minhas e eu fiquei responsável pela parte das espécies de esponjas que ocorrem no Estado de Santa Catarina. Esse projeto é muito massa, porque ele tenta aproximar a comunidade ao meio acadêmico. Infelizmente, tudo que é produzido cientificamente e intelectualmente fica restrito a um pequeno grupo. Só que esse projeto não ficou só no meio acadêmico. O projeto ainda está sendo desenvolvido e mais novidades surgiram no site. Lá é mostrada a história da pesquisa sobre as espécies marinhas de Santa Catarina, iniciada pelo Fritz Müller no século 19. Um dos principais objetivos científicos do projeto é retomar o estudo com mais empenho para saber, quais são as espécies marinhas do Estado de Santa Catarina.

O Estado é limite de ocorrência de uma série de animais que vêm do Caribe até aqui. O conhecimento desses organismos pode ajudar no estudo das dinâmicas dessas espécies, pois gera dados importantes para trabalhos de monitoramente e preservação ambiental, já que as espécies marinhas em geral estão sob grande ameaça em função do crescimento populacional humano e aquecimento global.

Acesse o site do projeto Biodiversidade Marinha SC, vale muito apena!!

Um bom exemplo, bem que poderíamos copiar!

20/10/2010 § 2 Comentários

Gente Buena, mas um dia em nossas vidas! Como estão todos!?!?

Quem me conhece sabe que eu não sou nem um pouco a favor dos EUA. Mas depois dessa reportagem, não posso deixar de tirar o chapéu! Já escrevi em posts anteriores que eu sou a favor da intervenção do Estado em determinados assuntos dentro do país. A prova disso é o modelo da Hyndai, o Leaf (foto abaixo), que é o primeiro carro elétrico produzido em larga escala. Como ele será caro por causa da bateria, o governo americano subsidiará o parte do preço para que ele seja atraente a população.

Fonte: Planeta Sustentável

E aqui? Qual subsídio recebemos??? Nem o combustível que já somos auto-suficientes, recebemos um centavo de ajuda. Por que? Simples, é para tornar as ações da Petrobras atrativa ao capital privado! Pra que subsidiar, né? Afinal, nossa produção nem é escoada pela malha rodoviária que utiliza diesel! FODAAAAAAA.

Por isso que eu não perco mais meu tempo votando, pois no fim é tudo a mesma coisa. Medidas importantes para o povo não serão tomadas e só será atendido a vontade de poucos, que claro, não a vontade da maioria! E no fim, é maioria que escolhe! Paradoxal!!!

Pense bem!!!

Até que enfim alguém fez algo!

09/04/2010 § 4 Comentários

Pessoas do meu Brasil. A Ké durante sua leitura matinal da Folha de São Paulo, chamou a atenção para uma notícia: a de que o Instituto Chico Mendes havia rejeitado um projeto do senhor Eike Batista de instalar uma estaleiro.  Vcs podem ler a notícia aqui.

O lance é o seguinte. Fico chocado com alguns comentários das pessoas, que acham que qualquer coisa que gere empregos seja aceito! Li comentários absurdos de pessoas que não conhecem nada e ainda acham que isso é atraso para o país. Lhes mostrarei o meu ponto de vista! Eu sempre fui a favor do desenvolvimento. Sempre fui a favor da geração de empregos, mas pra tudo existe um limite do aceitável. O cara, queria instalar o estaleiro bem na frente da Reserva Biológica Marinha do Arvoredo. Não é papo de ecochato não. Gostaria de chamar a atenção para um raciocínio que as pessoas não o fazem.

O fato é que menos de 1% do território marinho nacional é protegido por Reservas, seja de que tipo ou categoria for. O ambiente marinho, não se recupera tão facilmente como o ambiente terrestre e na maioria das vezes não se recupera. Assim, os ambientes de costão rochosos são locais com  produtividade muito alta no ambiente marinho e o que isso quer dizer? Quer dizer que é onde se encontram as desovas de uma série de espécies de interesse econômico para o ser humano. Ou seja, esse ambiente é um imenso berçário de peixes, camarões, lagostas, ostras e assim por diante… só que no meio disso tudo, há as espécies que as pessoas não conhecem, que são algas, esponjas, briozoários, cnidários, poliquetas, tunicados, equinodermos e entre tantos outros, que são de extrema importância para que esses berçários existam. Só que os ambientes de costão rochosos ficam em locais próximos a praias, portos, rodovias, cidades e outros agentes agressores que contribuem para a poluição desses locais. Além do que, a maioria dos rios desaguam no mar e levam em suas águas a sujeira de esgotos e resíduos de agrotóxicos onde o destino final são nesses ambientes.  Ou seja, é uma carga muito grande para para o equilíbrio e funcionamento correto desses ambientes.

Casualmente, eu conheço o local aonde o tal empreendimento seria instalado e uma dos motivos alegados do pessoal do Chico Mendes é que o local NÃO SUPORTA tal impacto, pois há uma série de locais importantes para o ambiente marinho. Não sei se vcs se deram conta, mas 100% dos remédios são extraídos de produtos que vem da natureza. Existe uma corrida mundial para novos compostos de origem marinha. Eu casualmente, participo de dois projetos que testam os princípios ativos das esponjas, um pela Universidade Federal de Santa Catarina e outro que testam as propriedades antitumorais de gliomas de 3 espécies de esponjas pela Universidade Federal do RS, que ocorrem nesses locais. Sendo que uma delas, só ocorre na Reserva Biológica Marinha do Arvoredo, fora algumas espécies de corais que apresentam um padrão raro de crescimento, que só tem na Reserva do Arvoredo. Agora lhes pergunto, essa pesquisa não é tecnológica? Não é de primeiro mundo? É justo que o ambiente seja destruído e nós pesquisadores não tenhamoos tempo de descobrir coisas importantes desses animais? Isso ilustra muito bem como nós HUMANOS, ainda somos DEPENDENTES  do ambiente. Vejam o que esta acontecendo com o Rio de Janeiro. Não é normal essas chuvas nesse período do ano e quantas pessoas estão desabrigadas e morrendo. Se fossemos  tão auto suficientes e não dependessemos do ambiente, não estaríamos sofrendo com nada disso! Os países ricos investem em preservação e trabalhos de ecologia. Graça a soma de todos os trabalhos científicos de todas as áreas

Quanto ao projeto de 3 bilhões e 4 mil empregos do Seu Eike Batista, acho que ele deveria ser instalado em outra cidade, como Itajaí que já tem um porto e o ambiente já esta impactado. Temos que ter a sensibilidade de sabermos aonde colocar determinados tipos de empreendimentos e em quais locais. Por mais que sejam feitas medidas compensatórias, o ambiente não suportará tal estaleiro ali em Biguaçu! Se fosse um Resort ou indústrias, que se pode controlar as emissões e tratar o esgoto, tudo bem. Mas é um estaleiro para construção de barcos para extração petróleo! Porra, cadê os carros elétricos???

Só gostaria de deixar ilustrado o outro lado da moeda. Mostrar o qual importante é preservar, nem que seja negar projetos como esse.

Bronze fake

22/09/2009 § 1 comentário

612698_98194633_2

Quem me conhece sabe o quanto amo o sol e sou uma pessoa bemmm melhor com ele. Sim, também amo ficar morena, com certeza. Mas coloco sempre filtro, por mais que meu dermatologista queira que eu use um muito mais forte… Bom, mas também quem me conhece sabe que sou bem contra as câmaras de bronzeamento artificial. Agora leio algo que fiquei mais impressionada, pois vi alguns dados que ainda não sabia…

Hoje aconteceu uma coletiva sobre um estudo dos cuidados dos brasileiros com a pele da Sociedade de Dermatologia Brasileira (Projeto DermaBrasil). Nessa coletiva falaram que um assunto será levado para Brasília… justamente da proibição das câmaras de bronzeamento artificial. Agora vou colocar na íntegra os dados punks:

*A Organização Mundial de Saúde (OMS) alertou o perigo do bronzeamento artificial o comparando com o gás mostarda (arma química usada na Primeira Guerra Mundial) e com o cigarro.
*Pessoas com menos de 30 anos e que fazem esse procedimento têm um aumento de 75% de risco de melanoma (câncer de pele).
*Dez minutos em uma cama de bronzeamento artificial equivalem a uma hora de sol sem protetor solar.

Caramba. Caramba. Para tudo. Quero descer e não ver mais essas câmaras.

Fonte Julia Petit. Foto sxc.hu.

Nova gripe?

06/08/2009 § Deixe um comentário

Eae gente boa! Como vocês têm passado o dia?

Estou começando a ficar de saco cheio dessa baboseira da gripe nova. Caramba, os caras já disseram que essa gripe tem letalidade de 0,5% e é igual a gripe “comum”. Quem me conhece sabe que venho dizendo que essa gripe é para vender remédio. Pois antes dessa “nova” cepa aparecer, o H1N1, ninguém tomava porra nenhuma para gripe, apenas o tradicional chá, vitamina C e antitérmicos. Vocês sabiam, que no ano passado morreram mais gente por causa da gripe “comum” do que esse ano por causa da nova gripe? Todo ano, morre em média 17 mil pessoas de gripe.

Agora por causa da “nova” gripe, temos o TAMIFLU e outra vacina NOVA para tomarmos contra a gripe. Ou seja, mais remédinhos para tomar. E outra coisa, se é tão grave a nova gripe, pq o “único” remédio disponível custa R$100,00. Isso não é um absurdo? E qnto custará a nova vacina? Mais uma vez a população menos favorecida, se ferrou! Mas sei lá, eu não conheço ninguém que tenha tido a nova gripe e já vi algumas entrevistas de pessoas que tiveram a gripe A, dizendo que não passa de uma gripe normal. É óbvio que se tu não cuidar, o agravemento da gripe é iminente e aí a coisa fica feia. Essa gripe “pega” fácil, pq não temos anticorpos e assim, ela entra na boa em nosso organismo. Mas se a pessoa estiver debilitada por causa de outras moléstias ou se a pessoa se alimenta mal, qqr coisa que ela tiver será mais grave que o comum. Vocês sabiam que o vírus da gripe “comum” é o vírus da gripe espanhola? Sim, com o passar do tempo, criamos anticorpos e hoje em dia, é um vírus chinelão! Mas na época, matou muito! Muito mesmo, mas mesmo assim, o índice de letalidade não passou dos 50%. O vírus da gripe aviária é fudidão!! Ele tem letalidade maior que 50%, mas ele não passa de humano para humano.

Me enviaram esse videozinho. Muito explicativo e eu concordo com o dito nele. O sistema diz o que tu vais usar e até que doenças teremos. Vocês já assistiram o “Jardineiro Fiel – The Constant Gardener“? Ali tem muita explicação de como a indústria farmacêutica atua. Nós não temos a menor noção de como pessoas que estão no topo do Sistema atuam. E eles não tem medo e nem piedade. Desde essa crise, que com certeza umas 10 pessoas daqui as uns 3 anos ganharam absurdademente dinheiro e mais uns 100 que aplicaram dinheiro com essas 10, até novas doencinhas.

Não estou dizendo, que não para se cuidarem, mas apenas temos que aprender a filtrar o que os outros dizem. E não se esqueçam que os médicos são bajulados pela indústria dos remédios, então tb saibam filtrar algumas coisinhas que eles dizem.

Onde estou?

Você está navegando atualmente a Ciências categoria em .