Ritalina, um veneno

04/09/2013 § 1 comentário

Que merda de futuro estamos construindo?? Fiquei preocupado com a reportagem publicada pela Unicamp, com a médica Dr. Maria Aparecida Affonso Moysés sobre o uso da Ritalina em crianças. Sempre escutei sobre a Ritalina, mas a coisa descambou para “zumbização” da piazada! Separei alguns trechos que eu julgo os mais importantes:

“Se a criança já desenvolveu dependência química, ela pode enfrentar a crise de abstinência. Também pode apresentar surtos de insônia, sonolência, piora na atenção e na cognição, surtos psicóticos, alucinações e correm o risco de cometer até o suicídio. São dados registrados no Food and Drug Administration (FDA).”

“…Ocorre que isso não é efeito terapêutico. É reação adversa, sinal de toxicidade. Além disso, no sistema cardiovascular é possível ter hipertensão, taquicardia, arritmia e até parada cardíaca. No sistema gastrointestinal, quem já tomou remédio para emagrecer conhece bem essas reações: boca seca, falta de apetite, dor no estômago. A droga interfere em todo o sistema endócrino, que interfere na hipófise. Altera a secreção de hormônios sexuais e diminui a secreção do hormônio de crescimento…”

“Um levantamento de 2011, publicado pelo equivalente ao Ministério da Saúde nos Estados Unidos, envolve uma pesquisa feita pelo Centro de Medicina baseado em Evidências da Universidade de McMaster, no Canadá, que analisou todas as publicações de 1980 a 2010 sobre o tratamento de TDAH. O primeiro dado interessante foi que, dos dez mil trabalhos que provaram que o metilfenidato funciona, é seguro, apenas 12 foram considerados publicações científicas. Todo o resto foi descartado por não preencher os critérios de cientificidade. Esse é um aspecto muito importante. Dos 12 trabalhos restantes, o que eles encontraram foi que a orientação familiar tem alta evidência de bons resultados, e o medicamento tem baixa evidência.” Porra, apenas 12 artigos em 30 anos!!!!!!!???? Isso é sacanagem! Quem é o profissional que indica a necessidade de uma criança ir a um médico?? Poxa, as escolas devem repensar muito no que elas estão fazendo!! Mais uma vez, fica evidente a necessidade do envolvimento dos pais na educação dos filhos! Gente, ter filho é botar a mão na massa!! Não é artigo de decoração ou peça de arte para exposição no Facebook. Ter filho é abrir mão de uma série de individualidades do casal para mostrar para a criança o que é certo ou errado. Ela não aprende por osmose…

Este trecho pra mim, é o pior que podemos ter para o nosso futuro: “São as crianças questionadoras (que não se submetem facilmente às regras) e aquelas que sonham, têm fantasias, utopias e que ‘viajam’. Com isso, o que está se abortando? São os questionamentos e as utopias. Só vivemos hoje num mundo diferente de 1.000 anos atrás porque muita gente questionou, sonhou e lutou por um mundo diferente e pelas utopias. Quando impedimos isso quimicamente, segundo a frase de um psiquiatra uruguaio, “a gente corre o risco de estar fazendo um genocídio do futuro”.  Estamos dificultando, senão impedindo, a construção de futuros diferentes e mundos diferentes. E isso é terrível.” Terrível!! É pavoroso o horizonte que estamos criando. Ao invés de construirmos um futuro com pessoas questionadoras, estamos fazendo o contrário. Estamos criando legiões de pessoas que seguem o sistema sem o minimo de questionamento, sem autocritica do que está fazendo certo ou errado, segundo aos seus princípios.

É interessante que no texto, a médica diz que na França, as crianças não sofrem de TDAH e que esse resultado se deve aos valores culturais. Já os Estados Unidos, o maior consumidor da droga, casualmente é o povo mais consumista do planeta! O sistema é perverso e estamos cada vez mais zumbizados, consumindo sem questionar. Agimos por reflexo, pelo simples fato de que “todo mundo faz”. Isso se chama efeito manada. É isso que queremos importar para o nosso futuro?

Por favor, quem tiver filho um pouco mais ativo, questionador, vejam com bons olhos! Aprendam a canalizar isso para o bem da criança.

joao_vi

Anúncios

Marcado:, ,

§ Uma Resposta para Ritalina, um veneno

  • Lerita disse:

    Meu filho fez uso desse medicamento durante 13 anos e nunca apresentou qualquer reação adversa alguma e nem dependência química (ele não usava nos finais de semana). Na época do início do tratamento, ele mudou bastante, passou a se interessar mais pelos estudos e hoje é engenheiro e trabalha sem o uso da ritalina.
    Como educadora, também acredito que deva haver mais envolvimento dos pais na educação de seus filhos, mas quanto ao TDAH é absurda a idéia de que há negligência por parte dos pais.
    Não é. Definitivamente a criança não consegue acompanhar uma aula sem distração e , quando retoma a atenção muito conteúdo já foi dado e assim a criança se perde, acha que não consegue aprender, etc. Enfim, é gritante a diferença da criança após o uso da Ritalina. Tentei de tudo antes, mas só o que fez com que a autoestima do meu filho não fosse pro ralo, foi o tratamento com a Ritalina.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

O que é isso?

Você está lendo no momento Ritalina, um veneno no .

Meta

%d blogueiros gostam disto: