Diferença entre os tamanhos de aquários

30/04/2010 § Deixe um comentário

Olá Pessoal!

Vira e mexe, eu dou o ar da graça! Estou para escrever esse post a algum tempo e chegou a hora! hehehe… Gostaria de agradecer a grande contribuição que o Paulo deu ao nosso blog, deixando esses dois comentários. Eu os achei tão bom e ilustrativo, que vou transformá-lo em post.

” Vc têm dois aquários um com 100l. e outro com 500l. ambos estão próximos, na sua sala de estar. Os dois aquários têm a mesma população de peixes de idade e tamanho (cinco peixes p/ ex). Qual dos aquários vc julga que necessitará maior atenção? Que aquário irá ter o consumo de oxígênio esgotado mais rapidamente? Qual dos aquários irá responder as variações de temperatura e iluminação da sua sala estar?…”

“… O aquario é um sistema artificial portanto quanto menor seu volume de água, mais rápidamente respondera as variáveis externas. Como temperatura por exemplo. Se vc têm uma coleção de água, essa abriga organismos vivos que irão interagir com as variáveis fisico-químicas do meio. Trocando em miúdos, um aquário pequeno responde rapidamente as variações de luz e calor, quer dizer se toma muita luz rapidamente algas microscópicas nele presente se multiplicarão de tal forma até comprometer o sistema. Se o aquário têm muitos peixes a elevação de temperatura influi diretamente na fisiologia desses organismos, ficarão mais ativos, irão consumir mais oxigênio e eliminar mais dióxido de carbono e por aí vai… Procure encontrar o ponto de iluminação adequado ao seu volume de água. Trocar água semanalmente implica em trocar mudar todas as condições fisico-químicas e biológicas do aquário. Trocar um volume menor de água é uma saída melhor. Procure deixar seu aquário mais próximo possível do ambiente onde vive seu peixe, não se esqueça que cada organismo têm um rol de exigências e as vezes misturamos peixes com exigências bem diferentes. Boa sorte, ou boa leitura se achar melhor.”

Pessoas, esses conselhos são ótimos! Agora já sabemos que aquários menores requerem maior cuidado na mistura de peixes e são mais complicados de se fazer experiências.

Valeu Paulo pelo comentário!!!

Boa sorte a todos!

Pudim de leite moça. Muito fácil

30/04/2010 § Deixe um comentário

A primeira vez que fiz um pudim ficou assim… mais ou menos. Tentei em banho maria e não queimou do jeito que gostaria. Na segunda vez sim, ficou show! A diferença: não coloquei em banho maria, coloquei direto no forno, fácil assim. E ficou show, queimadinho no limite, maravilha!

Pois bem, como fazia tempo que eu não postava uma receita aqui, coloco a receita mais fácil de todas (tirando do danoninho, que é mais barbada ainda): pudim de leite moça. O mais difícil é a calda, mas se tiveres um pouco de paciência, vai dar certo!!!!!

Sobre a forma, usei a mesma de bolo viu? Não tem galho, se faz com o que tem em casa, certo??? Sobre o tempo no forno, depois de 30min, 40min, veja como está ficando… cada um tem seu fogão e a intensidade pode mudar. E vou dizer: é fácil, baratinho e triiiii bom. Esse findi vou fazer novamente, não vai durar dois dias aqui!!!!!

(se clicar na imagem fica maior, viu?)

Bom findi. Curtam a vida. Viva intensamente seu dia. Vale a pena.

Reforma de Casa

28/04/2010 § 2 Comentários

Cara, reformar uma casa não é bem assim. Além de ter uma graninha sobrando, tem que ter um projeto muito bom, muita paciência, muito jogo de cintura e muiiiita energia. Sim, sou a favor de reformas, principalmente daquelas que vão devagar, peça por peça, com um projetinho bem estudado, sem pressa. Acredito que quando estamos no lugar que queremos ficar, seja casa, apartamento, escritório, etc, devemos pensar bastante para termos certeza (ou perto disso, pq certeza, bem certeza eu não tenho assim de quase nada nessa vida, tudo é muito relativo…) que queremos aquilo, ou aquele outro.

Quando vi as fotos de um antes e depois de TODA uma casa, nossa, cansei. Juro! É muita coisa, realmente. Mas achei tudo muito bacana, e dá vontade de colocar nossas ideias em prática quando vemos que tanta energia deu certo!!!! E sim, decoração no geral me parece perfeito para estarmos em sintonia conosco. Pelo menos eu acredito demais nisto!!!! Agora segue as fotos do antes (before) e depois (after). O post é longo…:

O que é essa mesa?????????? E esse hall, com porta vermelhona? E a sala com parede beringela??? E a sala de TV com uma estante estilo faça você mesmo toda de madeira? Ideias assim são colírios para os olhos!!! Quer ver mais imagens (sim, pq peguei somente algumas)?? Veja no design sponge.

Persepolis

26/04/2010 § Deixe um comentário

Como foram de final de semana? Pois bem, aqui só chove. Chove muito. Chove por fora da casa. Dentro de casa. Chove no armário. Me preocupo muito, demais. Não durmo direito com essa chuva. Hoje é um dia que ando como um zumbi, porque realmente não descansei nada esta noite. E continua chovendo.

Com chuva e cachorros com muita energia dentro de casa, a bagunça é feita realmente. Os filmes me salvam por alguns minutos e me colocam frente a frente a outras realidades, como em Persepolis. Um filme baseado nos quadrinhos de Marjane Satrapi (e um filme de Marjane e Vincent Paronnaud), contando as memórias de uma menina que cresce no Irã, com sua família de intelectuais de esquerda. Incrivelmente bem feito, incrivelmente politizado, um filme que me surpreendeu. Os traços limpos, uma historia bem definida, uma realidade tão diferente da minha.

Uma maravilha em preto e branco, mostrando ousadia e um lado um tanto sombrio de tudo. Uma vida diferente e, em certos momentos, tão parecida com a de tantas pessoas, da minha, da sua.

Luz da vida

22/04/2010 § Deixe um comentário

Como muitos sabem, estamos morando em Floripa desde ano passado. Estamos aos poucos desvendando essa ilha cheia de surpresas e sentimos cada vez mais que fazemos parte desta vida aqui. Mas mesmo morando aqui, uma vez ao mês sempre vou para o RS ter reuniões com meus clientes, e quando vou para lá, acabo trabalhando de montão, já que utilizo TODO meu tempo para fazer as reuniões e me encontrar com todos que posso em um curto espaço de tempo. Ao mesmo tempo, fico besta com um pensamento que venho vendo, principalmente de gaúchos, de que quem mora por aqui não trabalha!!! Convenhamos!!! Aqui trabalho mais que em Porto, só que tem uma diferença: tenho qualidade de vida. No final do dia paro tudo e fico vendo a praia, a natureza. Coisa que em Porto Alegre nunca fizemos (só passear na redenção não conta, ok?). Eu não sei qual o problema das pessoas em verem outras curtindo a vida como ela deve realmente ser. Adoro meu trabalho, mas também adoro pensar que posso tomar um banho de mar refrescante ou caminhar no meio da natureza entre todos meus compromissos. Sem contar que fico muito mais produtiva, já que minha criatividade só aumentou desde que chegamos aqui. Esse foi um desabafo. Super desabafo na realidade.

E falando em criatividade, após trabalhar pra caramba e curtir minha casa, achei que já era hora de colocar as luminárias no escritório e na sala. As luminárias redondinhas. Compramos a luminária acima (com foto já colocada aqui abaixo) bem linda, na Tok&Stok (em Porto Alegre, já que ainda não tem por aqui). Custou R$21,90. É mais barata lá porque se diz “irregular”, ou seja, não tem de forma regular os aros ao redor da mesma. E ficou linda:

E falando em luminárias redondinhas, vou postar minha queridona, que tenho faz tempo, quem sabe uns 8 anos. Não é de papel, mas de tecido, na realidade linha de tecidos. É lindona e colocamos na nossa sacada. Por mais que seja pequena, dá um efeito bem bacana. Essa foi comprada na Mãos do Mundo, loja que realmente amo e fica em Canela, no RS, bem no lado da Catedral de Pedra.

E para o escritório, achamos na loja daqui mesmo, Lua Nova (henrique veras do nascimento, 121), fica na Lagoa da Conceição. Acabei ganhando essa azul lindona. Foi aliás, lá que compramos o melhor incenso de todos os lugares (amo incensos, amo mesmo). Lá na Lagoa também adoro uma outra lojinha, de tudo um pouco, Beco do Bagre. É tudo lindo, lindo. Vale super a pena ir. Fica na Afonso Delambert, bem fácil de achar.

E por favor, sem essa de rótulos, ok? A vida é surpreendente principalmente quando não colocamos rótulos em nada, nos despimos de preconceitos bobos e vivemos na boa, curtindo o máximo que podemos ao nosso redor!!!

 

The Boat that Rocked

19/04/2010 § Deixe um comentário

Sabe aquele filme que tu lembra que queria ver, mas não sabe bem o porque?? Pois então, The Boat that Rocked (Os Piratas do Rock) realmente foi um desses. Como eu e o João estamos com saudades de lugares bem Rock’nRoll (me digam onde podemos ir nesta ilha, pleaaase), não poderia ter caído melhor esse filme em nossas mãos. E vou dizer algo… que lindos esses cartazes!!!! Sim, porque não gosto muito daqueles cartazes com mil imagens sobrepostas… gosto de texto limpo, de cores vibrantes. Vai dizer que não chama a atenção no meio de tantos outros cartazes, que tudo se parece???

Mas voltando ao filme, nada mais é do que uma inspiração nas rádios piratas britânicas na década de 60. O filme praticamente se passa em um barco de pesca, onde a rádio mais ouvida tocava 24 horas por dia Rock. Gente, nem preciso dizer, a trilha sonora é fantástica. Curti pra caramba. Leve com muito rock.


A história da garrafa d’água

14/04/2010 § Deixe um comentário

Vocês lembram dos filmes sobre a história das coisas com Annie Leonard? Pois bem, agora tem outro vídeo show, na mesma linha: the story of bottled water (a história da garrafa d’água). Assisti por esses dias com muito custo, já que minha conexão não está das melhores. É realmente ótimo, trazendo informações bem consistentes sobre o consumo de garrafa d’água nos estados unidos e no mundo.

Sempre aprendemos que a água que bebemos em garrafas d’água são realmente mais limpas e saudáveis que a água da nossa torneira. No filme mostra que não é bem assim. Muitas vezes as águas estão muito contaminadas nas garrafas, acreditem, o que leva a pensarmos sobre um consumo, que até então, não era analisado.

A produção para este consumo também é muito poluente. Sente só: sabiam que as garrafas plásticas consumidas nos eua em uma semana podem dar 5 voltas ao redor da terra???? E que a energia e óleo utilizados para produzir as garrafas podem abastecer nos eua 1 milhão de carros?

Annie mostra como foi desenvolvido o processo de venda de águas em garrafa, como foi desenvolvido o processo de demanda para a população, pois até a década de 70 não se comprava água em supermercados. Nunca tinha dado conta disto! Daí pensamos: ok, mas realmente em alguns lugares a água potável (da torneira) é poluída. Aí que Annie mostra que ao invés de ter investimentos em fábricas de água, deveria-se ter soluções como: investir em infraestrutura para água pública, prevenir a poluição, ter bebedouros espalhados pelas cidades, e por fim, boicote às garrafas de água.

Aqui em casa bebemos água da torneira. Ano passado comprei um filtro para acoplar na torneira, mas até agora não conseguimos colocar. Até agora está super ok com nossa água potável da torneira. Annie no filme dá uma dica: compre uma garrafa reutilizável (como de alumínio por ex) e beba água da torneira. Veja o filme e tire suas conclusões, pois informação é o que não falta!!! A única coisa ruim é que não achei com legendas em português, quem conseguir por favor me passe o link, ok?

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para abril, 2010 em .