O que fazer com Latinhas?

30/09/2009 § 2 Comentários

Super bacana essas ideias para latinhas, desde as latas de alumínio simples até as mais elaboradas, como as clássicas latinhas de balas e etc. Pode-se usar além de decoração, como luminárias (colocando velas no seu interior ou castiçais mesmo), vasos de plantas (olhem as famosas suculentas, queridas!), como porta creme, talheres, lápis, vela.

lata_1lata_2lata_3lata_4lata_6lata_7lata_8lata_9

Se não fores usar para nada, pelo menos coloque para a reciclagem. Sabiam que em 2007 o Brasil reciclou 324mil tonelada de alumínio, dessa maneira ficando acima da média mundial que é de 29,3%. Dados ABAL.

Imagens Apartment Therapy.

Fotenhoooos

30/09/2009 § 1 comentário

Meus amiguinhos, como sabem, a Ké trabalhou como fotógrafa por um tempo e me transmitiu muito conhecimento. Gosto muito de fotos! Muito mesmo. Quando iniciei na minha vida acadêmica lá na FZB no Laboratório de Poríferos Marinhos, eu conheci o trabalho de um dos melhores fotógrafos sub do Brasil, o João Paulo Cauduro Filho. O cara manda muito bem como mergulhador e como fotógrafo. Tem algumas fotinhos abaixo:

Assim, com a minha linda esposa e com o maluco do JP, o caminho para sacar unas fotinhos foi inevitável e eis que eu estou comprando meu primeiro equipamento para tirar fotos de modo mais profissional. Digo mais profissional, pq ainda me falta um abismo de conhecimento para eu dizer que as minhas fotos são profissas! Mas pelo menos já comprei minha primeira maquininha, uma Canon Powershot G10 e diga-se de passagem a muuuuito custooooo e sacrifício. hehehe…Então, minha dica é para aqueles que querem iniciar no mundo fotográfico, eu aconselho sem medo de errar essa Canon. Ela é do tipo compacta, mas tem todas as funções para se trabalhar iluminação de modo automático e outras paradas que eu nem sei que dá pra fazer com ela! Sério mesmo, é uma baita máquina! Linda!! Ela é robusta e tem um estilo vintage. O acesso aos comandos são super fáceis! Ela é uma máquina pensada para o público inexperiente como eu!

Canon PowerShot G10

Só que para fazer fotinhos debaixo d’água é preciso de uma caixa protetora, chamada de caixa estanque. Estanque, pq ela é super vedada e não permite a entrada de água. Uma coisa que é super importante saber, é que as cores debaixo d’água tendem as serem azuis! Isso ocorre devido aos comprimentos de ondas das cores. Todos os tons de vermelho, amarelo, laranja são os primeiros a sumirem. Basta uns 5 metrinhos essas cores não aparecem como enxergamos fora d’água. Então é fundamental a presença de um flash. O ideal seria um flash externo com um rebatedor do outro lado, mas se tu não tens um caminhão de dinheiro, podes começar com uma caixinha simplex que nem a que eu comprei específica para a minha máquininha.

O foda é que para ter um flash externo, tu tens que ter um braço flexível. E tudo isso pode custar o mesmo valor da máquina ou até mais! O problema dessas caixas estanques é que o flash é frontal e na água há muitas partículas em suspensão, quando é batida a foto o flash frontal ilumina todas as partículas, dimuindo a qualidade da imagem principal. Já com o flash externo é diferente, pq ele esta acoplado a um braço externo flexível, assim pode-se movimentar o flash de forma que ilumine o objeto principal da foto, reduzindo a “sujeira” na imagem.

Caixa Estanque DC-28 G10Aí estão as minhas dicas para quem quer começar a bater umas fotinhos dentro d’água! Quando eu tirar minhas primeiras imagens postarei aqui!

Angústia se transforma

30/09/2009 § Deixe um comentário

zoobus

A rotina é necessária. Mas a rotina cansa. Cansa muito. Passando na rádio agora “todo dia ela faz tudo sempre igual…”, fico angustiada com essa parte da música Cotidiano de Chico Buarque. Muito. Dá uma tristeza, uma deprê, na realidade me irrita. Todo dia a mesma coisa me irrita. Desculpe quem gosta, mas é meu desabafo. Eu não gosto, todo dia a mesma coisa, a mesma vida, o mesmo sempre.

Ontem estava delineando os detalhes da minha próxima tatuagem. Não que eu tenha milhões delas, pelo contrário, tenho mais desenhos no computador do que na minha pele. É que para isso sou mais racional, penso, desenho, faço intervenções, analiso. Vai ser no braço a próxima, bem preta, como gosto. Ia colocar uma frase abaixo do desenho, in natura. Mas ontem, conversando, vi que não era bem isso que deveria ir ali. Pois irá “livre para voar“. Sou assim, livre, livre para voar, para conhecer uma coisa nova todo o dia.

Quando chegar a estagnação, não sei, poderei ficar triste. Luto muito contra isso, um dia, quem sabe, mais madura possa ver com outros olhos tudo isso. Mas a única coisa que sei é que não quero fazer todo dia tudo sempre igual.

Como estou em uma fase de mudanças, tudo isso vem a calhar. O processo de mudança pode ser lento ou rápido e com certeza utilizo essa angústia que tenho para transformar tudo ao meu redor. E como quero! Tenho angústia pela vida curta, não quero analisar o que farei daqui alguns meses. Não vale viver para o futuro. O que vale é viver para agora. O presente. Já fiz isso e digo à vocês, não vale a pena. Simplesmente não vale a pena se concentrar somente no amanhã.

Minha angústia faz com que eu queira viver todo dia intensamente. Quando isso não acontece me esforço para o dia que começa novamente. É a busca incessante por adrenalina, coisas novas, pelo o que não conhecemos.

Sim, porque tenho medo de me perguntar que será isso a vida?!!!!! Não quero sentar em um banco em um dia frio, nublado e saber tudo o que poderá acontecer daqui para frente. O mistério é necessário, o desconhecido faz parte da magia do futuro. E sendo livre, leve, soltos, podemos voar, longe, longe. Sem destino.

Peixinhos dourados

29/09/2009 § Deixe um comentário

Galerinha, o peixinho da vez será o famoso peixinho dourado, conhecido também como cauda-de-véu, kinguio ou oranda. Existem várias raças com várias cores e formatos. Colocarei os que eu acho mais bonitos, pois tem uns com uma bolha embaixo dos olhos, que eu, sinceramente, acho muito bizarro!

Oranda Cap.Oranda Calico.São peixinhos muuuuuito simpáticos e não tem nada de agressivos, bem pelo contrário, são super mansos. Bom, pelo tamanho redondinho pode-se imaginar que eles são bem comilões. E são mesmooo. Gostam de águas muito movimentadas e oxigenadas. Comem de tudo! Para quem quer um aquário com água bem cristalina, aconselho os acarás bandeiras e discos entre outros, pois esses daqui são muuito bagunceiros. Sério, eles reviram todo o fundo, comem as plantas e peixes muito menores que eles vão pra pansa tb. É raro e quando ocorre é sem querer. Sério, os peixinhos são uma draga! Como reviram o fundo, a água fica turva, por isso um filtro bem potente seria bem interessante. Não curtem águas quentes. Eles aguantam muito bem águas geladinhas, tanto que o pessoal aqui no sul os têm ao ar livre e eles aguentam firme temperaturas de 5 graus. Claro, quanto mais frio, menos eles se mexem, por causa do metabolismo que diminui demais. A água deve ser alcalina, ou seja, o pH superior a 6.8-7.0. São peixes longevos, podendo viver mais de 30 anos e são parentes das carpas dos açudes. Em um próximo post colocarei algumas imagens das carpas nishikigoi.

Oranda Telescópio.

Esses peixinhos das fotos, são considerados de raça, diferente daqueles dourados que vemos nas lojas de aquário, que apresentam o corpo mais alongado. Estes das fotos têm o corpo bem redondinho, uma das características principais que lhes conferem esse “pedigree” e por sua vez, custam mais caros. Um peixe médio, com uns 10cm de comprimento custava na minha epoca uns 30-50 reais. Os comunzinhos são mais baratinhos, mas não tenho a menor ideia de quanto custam atualmente.

Sempre compram peixes pequenos, que se adaptam melhor! Sempre!!!

Dias de sol

29/09/2009 § Deixe um comentário

Ok, reclamei ontem da chuva, tempo nublado não? Pois hoje acordo com um super sol, cachorrada correndo pra janela para ficarem atirados no chão quentinho, cara de feliz da Ké aqui.

Pois bem, cheguei domingo de viagem e recebi um presente lindo. Como viajei solita, John fez uma surpresa e colocou em um pote de vidro que estava sem utilidade algumas suculentas para deixar ao lado da minha mesa de trabalho. Falou que eu que teria que cuidar, sabendo do perigo que isso quer dizer. Pois sou péssima para cuidar de horas de sol, água, etc. Ele quem cuida na realidade das plantas, eu só dou pitacos.. ehehhe. Hoje de manhã já comecei mal, esqueci de colocá-las no sol e lá foi o John com elas para o sol. Espero conseguir cuidar delas, e olha que são facílimas de cuidar!

Em homenagem às pessoas que realmente cuidam de suas plantas magnificamente, coloco algumas imagens de área externa que achei o máximo. Tudo super bem cuidado, bem desenvolvido o projeto, coisa linda. Ideias que podem ficar muito bem na casa/sacada/terraço. Como preferir.

plantitas_3plantitasplantitas_2plantitas_1plantitas_4plantas

Imagens: Aqui.

Dias coloridos

28/09/2009 § Deixe um comentário

Pra animar o dia Those dancing days. 1000 words. Já ouviram? Vão ouvir, já!!!!!!!!

Mesmo com chuva torrencial neste final de semana, curti pra caramba, falei pra caramba, pensei pra caramba. De volta à capital, dia cinza. Em homenagem ao dia cinza, cores, muitas cores. Abaixo alguns tons que achei que deram hiper certo. Dá para pensar e ver claramente a paleta de cores de cada cômodo.

color_1color_2color_3color_4

Também penso que o equilíbrio e a sintonia podem ser encontrados em opostos. Tipo branco e preto, entende? E não falo somente em cores. É pra tudo.

Imagens: Apartment Therapy.

Paleta de cores

28/09/2009 § Deixe um comentário

palettes092509

Qual a paleta de cores que tu gosta? Estava olhando o apartment therapy e ali tinha uma imagem de paleta de cores de algumas casas/cômodos. Achei super interessante, pois nunca pensei muito na paleta de cores daqui. Claro, bacana é pensar antes de fazer. Na realidade é o mais certo.

Se é para facilitar, então pensem nisso. Até para mudar algum lugar, veja a paleta de cores (ou seja, as cores em destaque) do lugar e faça mudanças nas cores que achas que não tem sintonia entre si.

Bacaninha. Bacaninha.

Onde estou?

Você está atualmente visualizando os arquivos para setembro, 2009 em .